A história do Cristo Redentor

01 dez 2010 | By

O Cristo Redentor é um monumento localizado na cidade do Rio de Janeiro.
Está localizado  sobre o morro do Corcovado a 709 metros acima do nível do mar.
Foi inaugurado às 19:15 do dia 12 de outubro de 1931, depois de cerca de cinco anos de obras.
Um símbolo do cristianismo, o monumento se tornou um dos  mais reconhecidos internacionalmente do Rio e do Brasil.
No ano 2007 foi escolhido como uma das 7 maravilhas do mundo.
A história recente do Corcovado data desde o século XVI, quando os colonizadores portugueses batizaram a montanha de Pico da Tentação, uma referência a um monte bíblico.
No século XVII o monte é rebatizado de Corcovado, devido a sua forma que lembraria uma corcunda.
Em 1824, dois anos após a independência do Brasil, Dom Pedro I lidera uma expedição ao topo do Corcovado, abrindo um caminho para o cume.
35 anos mais tarde, em 1859 o padre Pedro Maria Boss sugere à Princesa Isabel que seja construído um monumento religioso no alto do Corcovado.
Em 1882 Dom Pedro II autoriza a construção da Estrada de Ferro do Corcovado, que começa a funcionar em 1884 no trecho Cosme Velho-Paineiras.
Um ano mais tarde foi inaugurado o trecho, ligando as Paineiras ao topo do morro.
A extensão total da ferrovia é de 3800 metros.
Somente em 1921 é retomada a idéia do Padre Maria Boss de construir um monumento religioso, na ocasião para comemorar-se o centenário da independência do Brasil.
A pedra fundamental da construção é lançada em 4 de Abril de 1922.
Em 1923 é realizado um concurso para a escolha do monumento a ser construído e o projeto vencedor é do engenheiro Heitor da Silva Costa.
Finalmente, em 1931 é inaugurada oficialmente a Estátua do Cristo Redentor. O desenho da estátua é de Carlos Oswald e a execução do escultor francês Paul Maximilian Landowski.

Edição: Linda Rosenstar

Equipe Black Angels

2 comentários em “A história do Cristo Redentor

  1. RickReymondNo Gravatar disse:

    Bela Reportagem !

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: