As dificuldades de cada signo

22 out 2010 | By

Todos nós conhecemos pessoas com lados negativos, vejamos as dificuldades de cada signo.

Carneiro: estão a aprender a utilizar a energia mas, por vezes compreendem-na mal. Ficam satisfeitos quando lhes fazem frente, pois não pretendem magoar ou destruir. Precisam de ser incentivos; caso contrário, poderão tornar-se inseguros e deprimidos. Iniciam coisas novas ou reavivam coisas que já tinham terminado e sentem a necessidade de avançar constantemente em direcção à próxima novidade.

Touro: no fundo, são silenciosos, preferindo manter-se em comunhão com a natureza. Uma vez que estabelecem tão grande contacto com a energia da Terra, podem com ela curar os outros. Podem parecer lentos ou preguiçosos, mas precisam de tempo para se sentirem seguros antes de falarem ou agir. Têm tendência para não utilizar mais energia do que a necessária e valorizam o lazer.

Gémeos: têm dificuldade para estabelecer para estabelecer ligação entre os dois lados do cérebro. Quando está activo o hemisfério esquerdo (racional) pensam e falam correctamente. Quando está activo o hemisfério direito (intuitivo), mantêm-se em silêncio, sem saber como comunicar. Precisam de aceitar e dar expressão ao lado imaginativo e criativo.


Caranguejo: por norma sentem as emoções como ondas no mar, subindo, descendo voltando a subir. Os nativos do Caranguejo são metade pais, metade filhos, precisam de aprender a ser maternais para com a sua própria necessidade interior; caso contrário, usarão alguém para usar um desses papéis sentir-se-ão Possessivos em relação a essa pessoa.

Leão; apresentam-se como sendo muito maiores do que na realidade se sentem por dentro. É fácil esmagá-los com a frieza. É preciso muita coragem e energia para irradiar tanto e eles precisam de muito amor e sorrisos para alimentarem essa radiosidade. Alem de irradiar, precisam de escutar e, para eles, não é fácil fazer as duas coisas ao mesmo tempo. Se lhes dermos apreço fazem tudo por nas.

Virgem: criticam-se mais a si mesmo do que a qualquer outra pessoa, sentido que tudo o que fique aquém da perfeição não é suficiente. Complicam bastante a sua própria vida. Muitas vezes, apontam apenas as falhas, esquecendo-se de dar voz aos seus sentimentos de apreço. Vibram ao serem reconhecidos como prestativos e ajudam-nos se lhes dissermos como os seus talentos podem ser úteis.

Balança: receiam perturbar o equilíbrio. Só quando têm todos os factos relativos a uma situação e nunca antes disso – é que reconhecem qual o caminho a seguir. As únicas decisões que conseguem tomar rapidamente são aquelas que sabem não fazer grande diferença, mas decidir se uma decisão se enquadra ou não nessa categoria pode demorar algum tempo. Erguem o que os outros derrubam.

Escorpião: a nível emocional, são mais profundamente vulneráveis do que os outros signos. Recorrem a muitos métodos de protecção: conservando-se em silêncio, dirigindo as atenções para os outros ou mostrando-se irritáveis para manter os outros à distancia. Quando exploram e aceitam as suas próprias emoções, tornam-se capazes de compreender e entenderem os outros nas maiores catástrofes.

Sagitário: podem não conseguir provar aquilo que sabem ou explicar como é que o sabível. A sua imaginação transporta-os para lá do racional e os seus ensinamentos criam uma ponte de união. O seu entusiasmo destina-se a inspirar os outros a fazerem os seus próprios esforços e não a liderá-los. O seu natural bom humor pode dar origem a piadas que, sem intenção, ofendem os outros.

Capricórnio: carregam a responsabilidade como uma capa, pesada durante a infância mas que se torna mais leve à medida que envelhecem. O seu conhecimento inato do físico faz com que os seus sucessos pareçam mágicos. Os resultados satisfatórios do seu trabalho árduo são mais importantes para eles do que a expressão emocional; por isso, muitas vezes, não transmitem aos outros o facto de se sentirem sobrecarregados.

Aquário: podem parecer frios mas sentem que levitam sobre um mar de emoções engoli-los se olharem para baixo. O seu distanciamento proporciona-lhes uma visão fantástica, mas que excluirá o lado sentimental da humanidade se não olharem para o seu próprio mar. A sua forte ligação os princípios pode fazer com que se sintam magoados por pessoas com prioridades diferentes.

Peixes: não têm fronteiras, o que é difícil no mundo material. Precisam de aprender a criar fronteiras pessoais para a saberem o que sentem. Quando estão em sintonia com o seu próprio coração, conseguem identificar-se com o Eu espiritual, que não conhece fronteiras.

Fonte: Dificuldades de cada signo

Edição Antonella Barcelos

Equipe Black Angel

4 comentários em “As dificuldades de cada signo

  1. RickReymondNo Gravatar disse:

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    Capazzzzzz …. possessivo …EU?
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  2. Elvira SLNo Gravatar disse:

    Escorpião: a nível emocional, são mais profundamente vulneráveis do que os outros signos.

    1. Boa tarde Elvira, pois é Conheço alguns escorpianos e Juzuizzzzz a nivel emocional, sai de baixo: :wink: :biggrin: Valeu pelo comentário :silly:

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: