Branding- Marca Goreana.

25 out 2010 | By

Branding

O Branding é uma marca feita à ferro quente na escrava goreana dos livros, como um símbolo de que ela é propriedade. O formato mais comum é a letra “kef” do alfabeto goreano, correspondente à letra k do nosso alfabeto e primeira letra da palavra “kajira”, que quer dizer simplesmente escrava. Existem outros tipos de marca, bem menos usadas, como a marca da cidade de Treve ou dos Nômades.

O “kef” cursivo carrega uma simbologia em seu desenho também:

“A linha reta do k representa a rigidez da disciplina e as duas linhas curvas representam a beleza da mulher. O significado do todo então, seria a beleza sujeita à disciplina.” (Fighting Slave of Gor)

Como tudo o que está escrito nos livros, o branding não precisa ser levado ao pé da letra. Pode ser percebido como uma ferramenta do autor para representar a essência submissa que muitas mulheres sabem existir em si. Ninguém será mais kajira por ser marcada. Porém existe quem opte por fazer a marca à ferro e nesse caso é bom que se conheça bem os detalhes de um branding Goreano.

TAMANHO

É uma marca pequena, delicada e feminina.

“… tendo cerca de uma polegada e meia de comprimento por meia polegada de largura” (Fighting Slave of GOR)

QUEM MARCA A ESCRAVA GERALMENTE?

Em Gor, existem os Iron Masters, treinados e capacitados para marcar mulheres. Na vida real, quem quer que opte por ter um branding em seu corpo, deveria procurar profissionais, pessoas que tenham vasta experiência com esse tipo de marca.

“Masters raramente marcam suas próprias escravas. Marcar uma garota requer uma mão precisa e, geralmente, experiência… Normalmente apenas após ter marcado quinze ou vinte mulheres, um homem é capaz de marcá-las profundamente, com precisão e clareza.” (Tribesman of Gor)
EM QUE PARTE DO CORPO UMA ESCRAVA RECEBE A MARCA?

um diálogo:

“-Onde somos marcadas? – Ela disse.

-Uma garota é comumente marcada na coxa esquerda ou direita”- Eu disse. – As vezes no lado esquerdo do baixo abdômen.” (Beasts of GOR)

“- Sim, coxa esquerda – disse Samos para um dos guardas – Eu gosto de escravas marcadas na coxa esquerda. Um mestre destro pode acariciar a marca quanto a abraça com seu braço esquerdo.” (Beasts of Gor)

“-Coxa direita ou esquerda? – ele perguntou

– Coxa esquerda – disse Ulafi – escravas são comum mente marcadas na coxa esquerda. As vezes são marcadas na coxa direita ou no lado esquerdo do baixo abdômen.” (Explorers of Gor)

O branding Goreano não contem nome nem iniciais do Mestre em geral, porque não serve para indicar de quem a escrava é e sim para indicar o que ela é: escrava. Já existe a coleira para a função de carregar as iniciais do Mestre, e que, caso o relacionamento termine é trocada sem causar danos psicológicos a quem a portou ou a um possível novo Mestre.

Nos livros do John Norman, se verifica a existência de vários tipos de escravas. Alguns são viáveis no estilo de vida goreano, outros, apenas em on-line Gor e outros nem isso…

Material colhido de   GORBRASIL

8 comentários em “Branding- Marca Goreana.

  1. Elvira SLNo Gravatar disse:

    Branding não é uma técnica exclusiva Gor, esta é uma parafilia curtida até no BDSM, pelos mais HARD…
    http://www.seuprazer.net/2008/branding-e-escarificacao/

  2. RickReymondNo Gravatar disse:

    A maioria dos fetiches SAUDAVEIS goreanos são paralelos aos dos BDSM
    com a diferença de comando apenas.

  3. Vocês que fazem parte dessa massa
    que passa nos projetos do futuro
    é duro tanto ter que caminhar
    e dar muito mais do que receber
    e ter que demonstrar sua coragem
    à margem do que possa parecer
    e ver que toda essa engrenagem
    já sente a ferrugem lhe comer
    eh! oh! oh! vida de gado
    povo marcado eh! povo feliz…

    1. Elvira SLNo Gravatar disse:

      kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

      1. RickReymondNo Gravatar disse:

        Dommes

        argsssss
        No xicote viram bixinhos de estimação na coleira dizem …AMEM

    2. RickReymondNo Gravatar disse:

      Fazer oque… muitas vezes agimos pior que animais …
      Somos simplesmente Humanos com instintos animais

      1. Somos todos animais, mas nem todos são “Racionais”…

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: