Dama Invejável

11 set 2010 | By

Dama Invejável

Dama invejável

De alma morta,

Face sedutora com ar gélido da escuridão.

Seus olhos vazios fincam nas minhas entranhas

E faz de mim seu subalterno

Trêmulo…

Sinto o seu sangue frio correr em minhas mãos

No túmulo dos seus sonhos

Na cova fria dos seus pensamentos,

Melindram o mau, a dor, a raiva…

Desejo-te nas encruzilhadas sombrias do meu caminho

Desejo-te nas sepulturas do meu destino

Autor:Azazel

Edição Rebeka Lecktar

Equipe Black Angel

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: