Dicas para se dar bem com seu parceiro

28 out 2010 | By

Os homens não vêm com bula nem com manual de instruções. Saber o que pode aumentar ou diminuir o apetite sexual do parceiro é um atalho para aumentar o prazer dele… E o seu também!

A força da libido

Em geral, os homens transam mais do que as mulheres, por motivos fisiológicos e culturais. A testosterona, hormônio responsável pelo desejo (em ambos os sexos) está presente no corpo deles em níveis mais altos. Além disso, a libido masculina é mais estável, enquanto a nossa oscila graças às flutuações hormonais. Mas a sexóloga Ana Canosa alerta que generalizações não devem ser confundidas com regras absolutas. Por diversas razões, o desejo dos homens também pode cair, e hoje são muito comuns as mulheres se queixarem da indiferença sexual do parceiro. Antigamente isso não acontecia – não porque os homens fossem mais fogosos, e sim porque não era de bom-tom uma mulher explicitar que gostava de sexo e queria mais.

De olho em você

Voyeurs por natureza, os homens se excitam simplesmente ao ver as roupas íntimas ou partes do corpo feminino, como os seios, os quadris, o bumbum. “Diferentemente das mulheres, são capazes de querer o sexo com uma parceira porque ela tem determinado atributo, e não pelo todo”, diz Ana Canosa.

Rapidinha Power

Homens se excitam com facilidade e muitas vezes usam o ato sexual como um meio de relaxar. E, apesar da liberação dos costumes, é como se ainda tivessem maior permissão do que as mulheres – tanto para se tocarem quanto para fazer amor sem compromisso. Para eles, uma relação rápida pode ser bem excitante, enquanto a mulher tem prazer no lento jogo da sedução e nas preliminares e tende a valorizar o lado emocional. Na visão feminina, um ato amoroso mais lento pode significar atenção e interesse do parceiro.

Na hora H…

Falhar é humano: qualquer homem corre o risco de não dar conta do recado. Os motivos são variados: ele pode não estar muito a fim de fazer amor ou cansado ou preocupado. E o que nós devemos fazer? Em primeiro lugar, entender que a situação é semelhante àqueles dias em que estamos desinteressadas de fazer amor, outra sugestão é abraçá-lo e perguntar com doçura: algum problema? E esperar a reação. Nada de forçar a barra ou tirar conclusões precipitadas. Só deve se inquietar e trouxer o assunto à tona com seriedade quando a disfunção erétil ocorrer repetidas vezes. Nesse caso, é aconselhável procurar tratamento adequado.

Vestida para o ato sensual do amor

Se as mulheres sabem que os homens se excitam visualmente, não custa caprichar na produção. “A maioria deles se estimula com o que a parceira veste antes do sexo e durante”, diz o sexólogo Oswaldo Rodrigues Jr. Não faltam admiradores de lingerie e peças como cinta-liga, espartilho, calcinhas reveladoras. O que importa é que a mulher escolha algo que também lhe agrade e sinta-se à vontade para brincar dessa maneira.

Ele detesta…

…quando você resolve criticá-lo na frente de outras pessoas; ou então pergunta a toda hora se está bonita, se está gorda. Tanto as cobranças exageradas quanto a insegurança feminina sinalizam que a mulher pode estar mais interessada em si mesma do que na relação – e, de algum modo, isso é comunicado ao parceiro, ainda que não seja dito. Aliás, as palavras também têm muito valor. Elogiar esquenta depreciar esfria – mesmo que seja autodepreciação. A mulher que renega o próprio corpo ou destaca seus supostos defeitos – e não apenas os do parceiro – não contribuem para um ambiente erótico. Ficar falando do ex é delicado: dependendo da situação, pode despertar fantasias ou ciúme. Nunca compare os dois. Evite sair de cena no momento em que a coisa está esquentando, alegando que quer tomar banho… Claro que você quer estar bonita e cheirosa, mas não precisa deixar o preparativo para a última hora, certo?

Toque feminino

Sim, eles gostam de ser tocados nas partes íntimas, e adoram ser elogiados pela virilidade. Mas, se você pesquisar o corpo do parceiro, poderá descobrir áreas erógenas que talvez nem ele mesmo conheça. Vale ampliar as carícias por toda a área genital e do períneo (entre o escroto e o ânus). Além disso, a parceira pode estimular ambos ao tocá-lo com outras partes do próprio corpo, como costas, seios e pés, sem esquecer o potencial erótico dos lábios e da língua. O sexo oral é bem-vindo, assim como o manuseio do órgão masculino.

Coisas do coração

O amor é afrodisíaco e as mulheres dizem que gostam mais de fazer amor quando estão apaixonadas. E muitos homens também valorizam o aspecto afetivo. No entanto, segundo especialista, diante de uma mulher que ama, não é raro que o homem sinta medo de se fragilizar e de assumir compromisso. E isso pode afetar a ereção. Mas, se vencer o temor da entrega, a relação ganha qualidade.

Fonte: sensualidade

Edição Antonella Barcelos

Equipe Black Angel

Um comentário em “Dicas para se dar bem com seu parceiro

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: