Fabula – A Raposa e a Cegonha.

16 set 2010 | By

A comadre raposa, apesar de mesquinha, tinha lá seus momentos de delicadeza.Num dos tais, convidou sua vizinha cegonha a partilhar da sua mesa.

O banquete foi pequeno e não muito refinado, pois a raposa vivia de maneira econômica. Um caldo ralo servido num prato raso foi oferecido à cegonha, cujo bico, muito duro e comprido, cada vez que tentava tomar a sopa, batia no fundo do prato, e ela nada conseguia beber. A raposa, esperta, aproveitou-se disso e lambeu a sopa toda.

Para se vingar, a cegonha convidou a raposa para jantar.

Na hora marcada, chegou à casa da anfitriã. Esta, com caprichoso afã, pedindo desculpas pelo transtorno, solicitou ajuda para tirar do forno a carne, cujo cheiro enchia o ar.

A raposa, gulosa, espiou o cozido: era carne moída – e a fome a apertar! Sentou-se depressa à mesa, esperando a comida chegar.

Nesse momento, a cegonha entrou na sala e colocou sobre a mesa uma vasilha de gargalo estreito e muito comprido. Lá dentro, estava a carne macia e cheirosa que seria o jantar.

Vocês já perceberam o que aconteceu? A cegonha, com seu bico fino e comprido, conseguiu comer toda a carne, enquanto que a raposa tentava enfiar lá dentro o focinho sem sucesso. Pobre raposa! Quis dar uma de esperta e só o que conseguiu foi levar de volta sua barriga, roncando de tão vazia. Voltou em jejum para casa, envergonhada, com o rabo no meio das pernas e as orelhas baixas.

La Fontaine diz ao final dessa fábula:

“Embusteiros, é para vocês que eu escrevo; esperem sempre pelo troco. Quem planta colhe…”

Esta atitude da Cegonha se chama vingança imediata, mas há outra forma de vingança, a vingança premeditada, pensada, estudada, aquela que o ofendido, vigia os passos do quem o fendeu para armar a sua armadilha e que  nela fatalmente um dia  a pessoa venha a cair.

E existem várias formas de vingança premeditada, por exemplo, uma pessoa traída pelo seu amor e resolve trair todas ou todos os que com ela ou ele se envolvem.

Outros arquitetam vingança  na profissão que sonhavam , mas fracassaram, e através da calunia, tenta desacreditar os que estão bem sucedidos na profissão que sonhavam ter.

Muitos se dedicam em sua vidas a só arquitetar  revides. A pessoa que assim age, esquece sempre de um pequeno mas fundamental pormenor,que é de analisar que tudo é culpa do outro em sua consciência, e com isso não vê ou não quer ver que o problema está nele, no próprio individuo que, se nega a corrigir nele próprio os seus defeitos de conduta, de julgamento precipitado, de descriminar as pessoas, de se achar superior a todos, enfim de ter o ego muito inflado, e esquecer que todos temos limitações, todos nós temos conhecimentos na nossa área de atuação, mas pouco conhecimento na área do nosso semelhante, um químico, não entende de arquitetura, um filósofo não entende de marcenaria, um engenheiro elétrico, não entende de agronomia e um adogado não entende de medicina, enfim tudo em seu devido local e com seu devido profissional, e na área do amor, redobre a atenção, pisar, desdenhar, ofender, criticar, nunca será visto pela outra pessoa como opção de conquista… , dizer que a fila anda, pegar a senha, ir para o final da fila, se agir assim, acenda o pisca alerta e espere o contrário.

Se uma pequena lasca de madeira, acidentalmente, introduziu-se em nossa pele e nos feriu, qual a atitude que tomamos? Não é retirar a ferpa? E o mais rápido possivel pois poderá inflamar, doer e até levar a morte por tétano?

Então, é hora de tirar o desejo de vingança, e crescer, quem se vinga nunca vai ao longe, sempre é descoberto e ai podera ser tarde demais para tentar se redimir.

Poderá ter perdido seu grande amor, seu melhor amigo, seu melhor funcionário…

Poderá ter perdido tesouros que nunca mas serão por voce recuperados. E com certeza, perdeu a oportunidade que almejava. Uma vez me disseram que a oportunidade tem cabelo na frente e é careca atras, se voce deixar que ela passe não vai com certeza conseguir segura-la mais, por isso, o hoje é fundamental para se agarrar as oportunidades porque o amanhã a Deus pertence, e amanhã nem poderemos afirmar se vivos estaremos… vamos pensar nisso hoje, mudar hoje, lutar hoje por tudo que queremos e almejamos, sem culpar ninguém, sem vingar de ninguém porque  vingar só aumentará em nós o gosto amargo da solidão, como dizem no popular ” ficar com gosto de cabo de guarda chuva na boca!”

Voce não poderá corrigir hoje os erros passados, mas poderá hoje começar a evitar de os cometer novamente, evitando com isso fazer sofrer e começar hoje a deixar de viver de forma amarga, sózinho, sem confiar nas pessoas,  sofrendo, e verá que existe  sim, luz no fim do túnel.

Fonte de pesquisa.

Fábula de La Fontaine.

2 comentários em “Fabula – A Raposa e a Cegonha.

  1. RickReymondNo Gravatar disse:

    Na vida temos a lei do retorno , isso é inevitável, tudo tem seu dia e tempo , mais cedo ou mais tarde voce recebe oque vc arremessou contra o outro , a vida é assim , e só o tempo mostrará, melhor cada um cuidar de sua vida sempre, fazendo sua parte.
    Pq para vc seu problema sempre é grande??? mas porque vc nao cuida dele em vez de olhar o problema de seu próximo?
    É sempre assim , podemos estar morrendo afogados , mas sempre estamos metendo a colher no prato dos outros ,mesmo que o q tem dentro seja fél.
    Cada um deveria ser discreto e cuidar de sua vida , e ser agradavel aos que estão em sua volta!

    1. Boa tarde Rick.
      Concordo com vc, olha, cuidar de nossa própria vida alem de ser uma arte saber faze-la, já é um problema suficientemente grande para a gente não é?
      Concordo com vc tbem sobre a lei de retorno, ela é inevitável mesmo, e a discrição e gentileza servem para todos e para todas as horas, é a lei da vida, meu amigo, as vezes estou a ponto de explodir ai vem a gentileza e o bom senso e me falam, conte até tres e assim vou tocando a vida, nem sempre fácil…
      Eu prefiro arremessar para todos beijos e votos de muitas felicidades, é o que posso na maior parte das vezes fazer, e lógico se precisar algum amigo de um ou dois ombros, de uma palavra de incentivo também estou as ordens, e as vezes é bom apenas ser ouvidos, porque algumas vezes os amigos precisam somente de alguém que os ouça, essa fabula é para guardar na mente, e analisar sempre, cada vez que a leio retiro dela coisas que ainda nao havia percebido.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: