Geografia Pecaminosa (Rodrigo Siabone)

01 nov 2010 | By

Geografia Pecaminosa

Devanearam sobre a Deusa Fêmea
até os mais lúcidos poetas.
A mulher tem de divino o seu corpo:
dádiva de perdição e glória.

A Deusa conhece
sobre a destruição  agradável
de uma curva suave
em um corpo receptivo.

Mulher, tens o gosto
que me faz envenenar sorrindo.
O corpo de uma mulher é sublime
de tal forma,

que o prazer de um homem
é vê-lo rendido.
Uma mulher providencia mortes,
vidas, prazer e desgosto.

Eu consumo uma mulher
como se tivesse fome dela,
e a bebo como o desértico andante
que alcança um oásis.

As sombras do Teu relevo
sintetizam minha geografia:
que paz estranha e marginal,
é a dos pecados que me fazes.

Rodrigo Siabone.

Edição: Rick Reymond

Um comentário em “Geografia Pecaminosa (Rodrigo Siabone)

  1. Nossa O.o que profundo esse poema, parabéns rodrigo.
    Eiii.. eu conheço essa foto usahush :happy: Olha meu rei mostrando o corpo da rainha a todos suashasuahhasu isso não vai dar certo rsrsrrs.. :lol: :tongue:

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: