Google agora avisa os usuários a respeito de sites hackeados ou comprometidos

20 dez 2010 | By

Nova ferramenta foi inserida com intuito de tornar a navegação mais segura

Com o número de sites, blogs e portais crescendo a cada dia, é mais comum surgirem notícias falando a respeito de roubo de dados e páginas que foram invadidas por crackers. A mais recente notícia desse gênero foi a invasão do famoso blog Gawker Media, que resultou na exposição de dados sigilosos de usuários e dos próprios funcionários do blog.
Pensando em uma forma de tornar a navegação dos usuários mais segura, a Google adicionou ao seu serviço de buscas um sistema que alerta os usuários a respeito de sites que possam ter sido hackeados ou modificados por usuários não autorizados.
Como a notificação funciona
Os sites que possivelmente foram hackeados ou tiveram seu conteúdo alterado por pessoas não autorizadas aparecerão com a mensagem “This site may be compromised” (Este site pode ter sido comprometido), que pode ser vista logo abaixo do título exibido na busca do Google.
Ao clicar em cima dessa mensagem, o usuário é redirecionado até a página de segurança da Google, mais precisamente para um artigo da Central de Ajudas que explica melhor a respeito do mecanismo de segurança da empresa.
Caso o usuário opte em clicar no resultado, será redirecionado para a página desejada normalmente. Em alguns casos, um pequeno aviso é exibido, o qual alerta quanto ao risco de prosseguir e explicando que a partir daquele ponto, é por conta e risco do usuário.
Avisando os desenvolvedores
O novo mecanismo de segurança da Google traz ainda um benefício para os donos dos sites. Segundo a própria empresa, eles estão fazendo o melhor possível para entrar em contato com os criadores e desenvolvedores dos sites que foram detectados como suspeitos para alertá-los a respeito das invasões.
Para isso, a Google está fazendo uso da Webmaster Tools ou qualquer outro email de contato exibido no site. A intenção é tornar esse tipo de atendimento um serviço corriqueiro, alertando todo e qualquer usuário que tenha sua página na internet invadida.
A Google ainda disponibiliza um link de ajuda para que os webmasters mais inexperientes saibam como proceder no caso de invasões.
Ainda há o que fazer
O novo serviço de rastreamento do Google ainda não está 100% operacional. Algumas melhorias no algoritmo ainda precisam ser feitas, mas a empresa está trabalhando o mais rápido possível para deixar a nova ferramenta totalmente funcional, proporcionando mais segurança para usuários e donos de sites.
.
Fonte: Official Google Webmaster Central Blog

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: