Nostradamus

14 jul 2010 | By

¤ Nostradamus ¤

Michel de Nostredame nasceu no dia 14 de dezembro de 1503 (ou 21 de dezembro de1503) em Saint-Rémy-de-Provence no sul da França. Seus pais eram Jaumet (ou Jacques) de Nostredame e Reynière (ou Renée) de Saint-Rémy. Filho mais velho do casal (eram oito filhos), seu Nostredame vem de seu avô (judeu), que escolheu o nome de Pierre de Nostredame por acreditar que assim Nostradamus seria médium, quando da sua conversão ao catolicismo. Reyniére era filha de René de Saint-Rémy (filho de Jean V de Saint-Rémy e Silete) e Béatrix Tourrel (filha de Jacques Tourrel). Já Jaumet era filho de Pierre de Nostredame, nascido Pierre de Vélorgues (filho de Amauton de Vélorgues) e Blanche de Sante-Marie (filha de Pierre de Sante-Marie e da senhora de Labia).

Época de estudante

Quando tinha 15 anos, Nostredamus entrou na Universidade de Avignon para cursar o bacharelado. Depois de pouco mais de um ano, quando ele estava estudando o trivium (gramática, retórica e lógica), teve que sair de lá por causa de uma epidemia de peste negra. Depois de deixar Avignon ele viajou pelo país por oito anos, de 1521 a 1529, em busca de ervas medicinais. Em 1529, após alguns anos como apotecário (farmacêutico), ele entrou na universidade de montpellier para cursar doutorado em medicina. Em 1530, ele foi expulso da universidade porque eles descobriram que ele era apotecário (e isso era proibido segundo os estatutos da universidade). O documento de expulsão (BIU Montpellier, Register S dois folio 87) ainda se encontra na biblioteca da universidade. Depois da expulsão, Nostredame voltou a ser apotecário e se tornou famoso por criar uma “pílula rosa” que supostamente protegia as pessoas daquela praga por conter altas doses de vitamina c.

Química

Nostradamus foi o primeiro a descrever o ácido benzóico, obtido por sublimação da goma de benjoim, obtida do benjoeiro.

Casamentos

Em 1531, Nostradamus foi convidado por Julius Caesar Scaliger, um líder polímata, para ir a agem. Lá ele casou-se com uma mulher de nome ainda incerto (provavelmente Henriette d’Encausse), e teve dois filhos com ela. Em 1537, sua esposa e os dois filhos morreram supostamente por causa da peste negra. Então viajou pela França e provavelmente pela Itália.

Em 1545, ele ajudou o físico Louis Serre para combater um surto da praga em Marselha e depois em Salon-de-Provence e aix-em-provence. Depois, em 1547, casou-se com uma viúva chamada Anne Ponsarde Gemelle e teve seis filhos com ela (três filhos e três filhas).

Carreira como vidente

Com seus conhecimentos sobre o ocultismo e com a sua habilidade de prever o futuro, começou a escrever uma série de almanaques anuais, sendo o primeiro lançado em 1550, e passou a utilizar o seu nome em latim, de Nostradamus para Nostradamus. Quando ele lançou o livro Les Propheties (As Profecias), muito pessoas passaram a pensar que ele era o demônio e o chamavam de herege. Mas outras classes sociais aprovaram a publicação, porque suas centúrias inspiravam profecias espirituais. Então o livro chamou a atenção de Catarina de Médici esposa de Henrique II de frança, que era uma grande admiradora de Nostradamus, e depois ela o chamou para Paris para perguntar a ele qual seria o futuro de seus filhos através do horóscopo.

Últimos anos e morte

Em 1566, a gota se transformou em edema. Em um de Julho, um dia antes de morrer, Nostradamus supostamente previu a sua própria morte, dizendo ao seu secretário Jean de Chavigny: “Você não me achará vivo ao amanhecer”. No dia seguinte, ele foi encontrado morto próximo de sua cama e de um banquinho (Presságio 141 [originalmente 152] em Novembro de 1567, que foi postumamente editado por Chavigny para adaptação). Ele foi enterrado em uma capela local Franciscana (parte da capela foi depois incorporada ao agora restaurante La Brocherie) e depois foi novamente enterrado no Collégiale St-Laurent durante a Revolução Francesa, onde está enterrado até os dias de hoje.

…:: Profecias ::…

O segredo dos sete selos:

Suas profecias compõem-se de quadras em versos métricos decassílabos, reunidas em grupos de cem, dai o nome de centúrias. Foram publicadas em várias ocasiões; uma pequena parte em 1555, outra em 1557, sendo que das três últimas centúrias conhecemos apenas edições póstumas. Devido à fama que Nostradamus veio obtendo ao longo do tempo, muitos charlatões tentaram falsificar quadras e versos para fazer dinheiro. Na biblioteca de Paris, existem alguns livros escritos entre 1600 e 1900 que usam descaradamente seu nome. O grupo NRG só reconhece como originais estas citadas. Infelizmente, o dinheiro foi o rumo que procuraram muitas obras que falam do sábio e de sua obra, sem se importarem realmente em descobrir quem era Nostradamus e o que desejava de fato.

Durante cerca de dez anos, ele publicou um almanaque anual, com fatos astrológicos, informações variadas e milhares de presságios. Alguns presságios escritos em versos – mais precisamente cento e quarenta e um – foram estudados em separado por serem muito similares às quadras das Profecias, mas eles são em muito pequeno número em relação ao todo. Exegetas que estudaram esta parte de seu trabalho afirmam que se tratava de acontecimentos na sua época ou próximos, e, portanto, de pouco valor para a época presente.

Segundo os entusiastas, Nostradamus teria previsto, entre outras coisas, a queda da União Soviética na quadra em que diz: “Um dia serão amigos os dois grandes chefes…”. No entanto, os céticos apontam que essas “previsões” só são interpretadas corretamente depois dos fatos, nunca antes.

Astrologicamente pode-se ver que algumas quadras previam conjunções de planetas em datas futuras e respondem bem aos fatos que aconteceram naquelas datas.

Pesquisadores de universidades muito conhecidas como Ottawa, Cambridge e Sorbonne desenvolveram uma teoria em que as quadras de Nostradamus se baseavam num fato histórico anterior à sua obra e inspiravam as quadras “futuras”. O grupo NRG, pesquisando com seriedade, já detectaram mais de cem destes fatos que passaram a ser chamado de ponto de partida, e a previsão baseada em livros em geral de história na sua época de bibliomania. Algumas citações de Plutarco, um historiador grego, são literais, outras, do historiador romano Suetonio, outras do Mirabilis líber, etc.

Devemos lembrar que entre a morte de Nostradamus em 1566 e 1650 apareceram muitos livros, principalmente porque rendiam muito dinheiro, arvorando-se produzidos por Nostradamus, de modo que há entre eles duas versões para o prefácio apresentado na primeira edição, denominado “Carta a César” e espantosas sete versões para o prefácio final denominado “Carta ao Rei Henrique II”. Há versões além dessas que falamos sabidamente falsas, outras evidências em que as edições apresentadas como verdadeiras, podem ser antedatadas. Há também importantes livros da época que se contrapunha a Nostradamus os quais permitem inferir que havia outras edições que não sobre existiram e afirmam coisas de tal forma que um grupo de exegetas franceses que por ser sua língua natal, foram os que leram mais dessas edições e congêneres como as “Profecias de Pavillon” e outros para sustentarem a tese de que Nostradamus não era uma pessoa real, mas apenas um personagem.

Uma das profecias de Nostradamus que está mexendo com a humanidade ultimamente é o fim dos tempos em 2012.

 

O que Nostradamus previu para 2012?

Em 1994 foi descoberto na Livraria nacional de Itália um manuscrito datado de 1629 pelos jornalistas italianos Enza Massa e Roberto Pinotti. No manuscrito aparecia o nome de Nostradamus em tinta indelével, com ilustrações que supostamente o profeta francês teria produzido. Estas ilustrações trariam dados codificados para os eventos do final dos tempos.

Dicas de Livros sobre / escrito por Nostradamus:

  • Macoto, Abner. As Centúrias de Nostradamus Comentadas
  • Lemesurier, Peter. Nostradamus: the Ilustrate Prophecies (O’Books) 2003
  • R. Baschera, E. Cheynet, Il Grande Libro Delle Profezie (MEB) 1995
  • Boscolo Renuccio, Nostradamus, l’enigma Risolto (Mondadori), 1988
  • Hewitt V.J., Lorie Peter, Nostradamus, the End of the Millennium, Prophecies: 1992 to 2001 (Bloomsbury), 1991
  • Ionescu Vlaicu, Nostradamus Aveva Ragione, (Corbaccio)
  • Lemesurier, Peter. The Nostradamus Enciclopedy
  • Leoni Edgar, Nostradamus and his Prophecies, (1961, r.2000)
  • Patrian Carlo, Le Profezie, (Mediterranee), 1978
  • Ramotti O. Cesare, Le Chiavi di Nostradamus, (Mediterranee) 1987
  • Ramotti O. Cesare, Nostradamus: O código que abre os secredos do principal profeta,
  • Randi,James The Nostradamus Mask.
  • Daniel Ruzo, O Testamento Autêntico de Nostradamus
  • Manuel Sánchez, Caesarem de Nostradamus 2005
  • David Ovason, Nostradamus: Prophecies for America, 2001.
  • David Ovason, the Secrets of Nostradamus: A Radical New Interpretation of the Master’s Prophecies. 2002.
  • Gustavo Bahr, “O Mundo em Duas Palavras: Armação dos Búzios, 2010.

 

Será que realmente isso tudo irá acontecer?

E você? O que fará quando chegar o fim do mundo, na verdade o Fim da Humanidade?

Dê sua opinião.

Obs: Achei tão interessante o assunto, que farei uma nova postagem em breve com mais informações e curiosidades sobre o fim dos tempo, o término da raça humana espero que gostem.

By Rebeka

6 comentários em “Nostradamus

  1. Elvira SLNo Gravatar disse:

    Olha este assunto é realmente interessante…
    Mas de acordo com as profecias Maias, 2012 não será o fim do mundo, será apenas a renovação de um ciclo…
    Tá certo que Nostradamus acertou algumas coisas, mas errou outras também… rsrsrs

    Para Nostradamus, a estratégia utilizada para profetizar era a seguinte:

    1. Não seja específico o suficiente para que se prove algum erro. Seja vago e enigmático.

    2. Escreva de tal forma que o leitor creia que você saiba algo, mesmo que não seja coisa alguma, e isto fazendo alusão a algo obscuro que você não dirá. Este procedimento aumenta a “aura de mistério” e tornam suas profecias “pomposas”.

    3. Faça previsões sobre temas que tenham um alto índice de ocorrência tais como: guerra, doenças, eventos climáticos, intrigas políticas, morte de pessoas importantes, acidentes… e, é claro, faça tais previsões com bastante mistério.

    4. Se você fizer bastantes profecias, algumas delas se realizarão pela lei das probabilidades ou “se você atirar bastante barro na parede, um pouco dele se fixará.” Para o ano de 1554 Nostradamus tinha em seus “prognósticos” 149 novas profecias. Logo teria cerca de mais de 300 por ano.

    5. Com o objetivo de atingir a credibilidade inclua algumas profecias “ex-post-facto”. Com o tempo, aquele que se deixa enganar facilmente esquecerá que você não estava profetizando, mas apenas recontando a história. O ignorante não saberá a diferença.

    6. Ressuscite algumas de suas profecias que tenham falhado. A História tende a repetir-se e você pode “ter sorte”. :D

  2. QUE INTERESSANTE ELVIRA O QUE VC ESCREVEU EM SEU DEPOIMENTO VOU DAR UMA OLHADA MAIS AFUNDO E DAI TE FALO MAIS ALGUMA COISA CERTINHO AGORA TO EDITANDO UM FURO DE RESPORTAGEM RSRSR EU E MEU REI KISSESS,,…

  3. Elvira SLNo Gravatar disse:

    (Copiado de um recado que recebi no orkut, mas vale a pena compartilhar aqui…)
    Previsão do Nostradamus para o Brasil :w00t:

    Em suas Centúrias, Nostradamus escreveu com tanta exatidão que nos faz acreditar que conhecia o Lula…

    Veja os fragmentos de um texto de Nostradamus:

    .’e próximo do terceiro milênio uma besta (seria o Lula????) barbuda (céus,é ele!!!) descerá triunfante sobre um condado do hemisfério sul (Brasil???); espalhando desgraça e a miséria .’ (acho que se trata da reforma da previdência ou a corrupção institucionalizada ou ainda o mensalão).
    ‘…Será reconhecido por não possuir seus membros superiores totalmente completos.’ (epa!!! Cadê o dedinho?)
    ‘…Trará com ele uma horda (faz sentido… Palocci, Zé Dirceu, Dilma, Franklin Martins, Carlos Minc, Dulci, Genoíno e Cia Ltda) que dominará e exterminará as aves bicudas (já tô ficando assustado… PSDB = Tucanos = ave bicuda!!!) ; e implantará a barbárie por muitas datas (ELEIÇÃO DA DILMA???) sobre um povo tolo e leviano.’ (PQP, é nóiiiiiiis !!! Os brasileirosssss) :biggrin:

    1. hahahahahahahhahahahahahah só vc neh Elvira kkkkkkkkkkkkkkk :lol: :biggrin: :w00t:

  4. RickReymondNo Gravatar disse:

    Regressamos na era da burrice e paleolitica nao direi a cor dos cabelos da ” inteligente” tambem nao falarei das barbas os australopitecos que coitados estes eram inocentes…
    Ele mesmo tem interesses em nao dar escolas para manter esse povo ignorante votando por meia duzia de ilusoes…
    argssssss minha indignação mesmo .

  5. Elvira SLNo Gravatar disse:

    Vídeos desativados, esta postagem precisa ser revisada.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: