Pensamentos de um Vampiro

13 jun 2010 | By

“Para todo o vampiro, chega um momento em que a ideia da eternidade se converte em algo insuportável. Vive na sombra, alimenta-se da escuridão, e a solidão é a sua única companheira. A imortalidade é desejável só até ao momento em que se apercebe que a tem de viver sozinho.

Por isso, fui para a cama com a esperança de que as Eras passariam em silêncio e que de alguma forma a Morte me alcançaria. Enquanto dormia, o mundo transformou-se em algo totalmente diferente daquele que havia deixado para trás.

Era diferente, melhor…”

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: