Podolatria

25 out 2010 | By

Pés são a tara de um em cada três homens. Mas poucas são as mulheres que sabem reconhecer um amante dessa zona erógena. Para que você aproveite todo o potencial das suas bases, reunimos informações bem calçadas.
Você sabe por que à meia-noite, quando o encanto se desfez, os sapatos de cristal da Cinderela (e só eles) não desapareceram? Puro fetichismo, querida. A história original, contada pela primeira vez 1 200 anos atrás, na China, estava mais para literatura erótica criada por um povo que já associava pés femininos com sensualidade. E sabe por que virou lenda infantil sem que ninguém estranhasse? No fundo, todos nós achamos a fissura por pés uma coisa natural; inconscientemente acreditamos que têm mesmo tudo a ver com sexo. Quer ver só?
Beijar, lamber, morder
Pare e pense: se sapatos femininos não fossem acessórios eróticos, atitudes aparentemente sem sentido – como a de um casal que já beberam champanhe em escarpins recém-comprados – não pareceriam excitantes. Assim como muitos homens não perderiam o “ânimo” diante de uma deusa… de pés desleixados. Especialistas calculam que cerca de 30% da população masculina do planeta sente igual fascínio. Então, há boas chances de você se envolver com um sujeito que a coloque num altar só para poder beijar, lamber, morder essa parte do seu corpo. “É UM CARINHO diferente”.
Dedos mais desejáveis que seios e bumbuns
Talvez você também estranhe a princípio, mas não há com que se preocupar. Um namorado que delira mais com seu tornozelo do que com aquilo que você tem dentro da calcinha não é nenhum depravado. O que o deixa muitos homens louco são sandálias de salto agulha e unhas pintadas de vermelho. A cor do esmalte não é unanimidade entre esses amantes, mas o formato do salto, sim. Quanto mais alto e fino, mais alonga a perna, empina o bumbum e torna o andar sinuoso e sexy. Além disso, pés nas alturas parecem menores, delicados, frágeis.
Tamanho importa – para menos
Embora existam doidos por tamanhos de 38 para cima, a maioria se amarra é no 35. Não por acaso, ao longo da história as mulheres calçaram instrumentos de tortura, como as sapatilhas chinesas: tinham em média 8 centímetros e, para usá-las, as meninas enfaixavam os pés desde a infância. No Ocidente, foi o surgimento do salto alto, levado para a corte francesa por Catarina de Médicis em 1533, que instigou o mulherio a sacrifícios. Mergulhava os dedinhos em travessas cheias de gelo para conseguir entrar em bicos estreitíssimos; e beldades da Veneza medieval caminhavam apoiadas em bengalas, única forma de se equilibrar sobre as plataformas que as tornavam 20, 40, às vezes 60 centímetros mais altas.
Por que ser fã de sandálias
Elas ganham de dez a zero em matéria de calçado ideal para seduzir (botas são as preferidas de fetichistas com tendência sadomasoquista, o que já é outra história). Tanto que Afrodite, a deusa grega do amor, era freqüentemente representada nua, usando apenas um par delas. Eterno símbolo de sedução, sandálias sempre atraíram olhares de desejo – ainda mais as folheadas a ouro das cortesãs gregas, com tachinhas na sola, que imprimiam o convite “sigame” no chão por onde caminhavam, e as de dedo feitas de papiro e couro cru que as egípcias ricas adornavam com pedras preciosas. Um luxo só!
O cinema também tem cenas clássicas de podolatria. O filme “Um drink no inferno”, tem uma delas.
Os homens que se rendem a seus pés
Como é do interesse dos fetichistas assumidos que você os reconheça, os próprios deram pistas de quem são:
1. Começam as preliminares pelos pés.
2. Quando conhecem você, olham logo para baixo (e não é por timidez).
3. Fazem “sexo oral” em seus dedos, explorando com a língua o espaço entre eles.
4. Ficam ouriçados com o roçar da ponta do seu pé no corpo deles.
5. Adoram espiá-la pintando as unhas e palpitam na cor.
6. Percebem quando você está de sandália nova e lembram a que usava no primeiro encontro.
7. Curtem (e sugerem) todo tipo de enfeite, de tatuagens a anéis de dedo e pulseiras de tornozelo.
8. Não estão nem aí para o fato de seus pés não cheirarem como um roseiral.
Eles são assim, segundo uma explicação científica, porque a região do cérebro que controla o pênis fica perto daquela responsável pela sensibilidade dos pés. Quanto mais próximas estiverem tais terminações nervosas, maiores serão as chances de o homem fazer parte desse grupo. Verdade ou não, uma coisa é certa, e foram os próprios fetichistas que nos contaram: cada tipo de sapato que usamos passa uma mensagem, e é bom você conhecer as principais para saber onde pisa:
Mulher de salto significam algo como “Tenho sexo à flor da pele”. Plataformas revelam uma sensualidade irreverente de quem gosta de brincar na vida e na cama. Sandálias de dedo são pura feminilidade. O poderoso stiletto (salto imenso e bico fino) sinaliza que aí vem uma mulher pronta para provocar. Muito cuidado, porém, com ele porque, em Sexual Intelligence, o novo best seller de Kim Cattrall (a Samantha da série Sex and the City), o terapeuta Michael Bader faz uma ressalva: “Com esse tipo, muitos homens acham que podem fazer o que quiserem sem sentir um pingo de responsabilidade”.

Fonte: Nova Blumenau e demais pesquisas.

Linda Rosenstar

Equipe Black Angel.

28 comentários em “Podolatria

  1. Adoroooooooooooooooooo!!!!

  2. Elvira SLNo Gravatar disse:

    rsrsrs
    Apesar de eu curtir o BDSM, podolatria eu não curto muito rsrsrs
    Falar nisso, autora Linda, vc tem interesse em compartilhar suas postagens “tipo essa” num outro blog que é meu? (seria simples, copiar sua postagem postada aqui e postar lá ^^

    1. katiaNo Gravatar disse:

      ELVIRA ME INTERESSO NO SEU BLOG.
      POSTAR POEMAS
      frases e mini contos de minha autoria.

    2. katiaNo Gravatar disse:

      Seria so poemas nao fere etica

  3. Ola Elvira,

    Na verdade, como não tenho conhecimento em BDSM, nem sei se podolatria se encaixaria nesta categoria!
    Se não me avisem que retiro a categoria.
    Quanto ao convite, adoraria, mas pediria permissão ao Rick pois é ele quem me deu a oportunidade de postar aqui.

    Beijos.

    1. RickReymondNo Gravatar disse:

      kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
      Viu … como o homem ainda manda???
      hahahhahaha
      Claro que permito vc postar la , somos paralelos apesar de assuntos diferentes…

      1. Nos damos a letra e deixamos eles acharem que mandam… Ja que isso lhes da prazer… Devo ter um dedinho em Gor…. kkkkkkkkkkk

  4. So para colocar um parenteses….
    Quanto a Podolatria, eu curto um homem que curta podolatria…. Mas….. Não sou doida por pés e sim por quem é doido por pés… Entende?

    rsrsrss

    1. Elvira SLNo Gravatar disse:

      Sim entendo.
      e… Podolatria é uma sub categoria do BDSM…

  5. Ha legal!

    Adorei!

    PS: estive espiando seu site. Estou aguardando…

  6. katiaNo Gravatar disse:

    Uma duvida sobre Pedolatria ou Podolatria

    Se quem cuida da estetica dos pes é podologo podologista e arte e podolatria ou podologia
    entao acho que quem adora pes é Pedofilo pedolatra e arte e Pedolatria

    http://i.imagehost.org/0642/0cobra1.jpg
    adoradores e escravos dos pes

      1. Katia RaynierNo Gravatar disse:

        TA CERTO CONFUSOES SIM
        MAS NAO É ” PO ” TAMBEM, E SIM ” PE ” QUE VEM DE PÉ

        ENTAO É PEDOLATRA E NÃO PODOLATRA

        PEDOLATRIA E NAO PODOLATRIA

        “PEDOLATRIA” É ADORAÇAO POR PÉS E ADIFERENÇA ESTA NO FINAL DA PALAVRA ” LATRIA”
        OU ” FILIA”

        “PEDOFILIA” SIM E ADORAÇÃO POR CRIANÇA

        A DIFERENÇA E GRITANTE, SO CEGO NÃOM VE
        ALEM DE CONSTAR NO BUSCADORES MAIS DE 500 OCOPRRENCIAS.

        1. RickReymondNo Gravatar disse:

          Nos poupe “Ofélia”(Katia)

        2. Katia RaynierNo Gravatar disse:

          Entao porque não deixa as provas? voce as deleta e so deixa as opostas

    1. Katia RaynierNo Gravatar disse:

      corrigido:

      Uma duvida sobre Pedolatria ou Podolatria

      Se quem cuida da estetica dos pes é podologo podologista e arte é podolatria ou podologia
      entao acho que quem adora pes é PEDOLATRA e arte e Pedolatria

      http://i.imagehost.org/0642/0cobra1.jpg
      adoradores e escravos dos pes

  7. RickReymondNo Gravatar disse:

    Pelamordedeus, :w00t: isso que é ser uma LOIRA autentica……. ” Katia diz = quem adora pes é Pedofilo pedolatra e arte e Pedolatria ” ……… :dizzy:

    1. katiaNo Gravatar disse:

      Na verdade estou questiondo, nao afirmando, vou persquisar isso.

  8. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk………eitha lelê ……. :w00t: :dizzy: :whistle:

    1. Katia RaynierNo Gravatar disse:

      SARCASMO NAO”””””””””””””””””””””””””””””””””””””””””””

      …………………………….

      THE END

  9. Katia RaynierNo Gravatar disse:

    Aqui esta virando palha frita , nem assada é mais !!!!

  10. Katia RaynierNo Gravatar disse:

    SERIA BOM IR TODOS ESTUDAR JORNALISMO

    1. RickReymondNo Gravatar disse:

      Para de escrever M Katia ” Ofélia”

  11. PODOLATRIA

    Podolatria é um tipo particular de fetiche cujo desejo se concentra nos pés. No Brasil, um fetichista de pés é normalmente reconhecido pela expressão ‘podólatra’. Já em Portugal não é incomum o uso do termo podófilo. Deve-se ter cuidado para não confundir o termo com outro muito parecido, mas de sentido completamente diverso: pedofilia, atração por crianças. São atos comuns que levam o podólatra a ter excitação e prazer sexual o ato de ver, tocar com as mãos, lamber, cheirar ou beijar os pés de outra pessoa, entre muitos outros; muito raramente um fetichista pode ainda ter prazer quando os próprios pés são objeto dessas ações.

    O fetichista responde ao pé de uma maneira similar à que outros indivíduos respondem a nádegas ou seios. Mas é de notar que, no caso do podólatra, esse desejo direcionado para uma parte específica do corpo adquire o caráter pronunciado de uma fixação. Alguns podólatras, por causa disso, sentem prazer em ter seus genitais manipulados pelos pés do parceiro até o ponto de atingir o orgasmo e a ejaculação (footjob, em inglês). Este é, provavelmente, o exemplo mais frequente de excitação com o uso dos pés capaz de levar à satisfação completa sem que haja penetração, isto é, sexo genital (talvez por se tratar, também, de fato, de uma forma de masturbação). Outras fórmulas em que uso dos pés por si só acabam por levar ao orgasmo e à ejaculação também existem, todavia, variando de indivíduo para indivíduo.

    Como outras parafilias, o fetiche que se concentra nos pés varia enormemente e pode ser altamente especializado. Assim, um fetichista pode ser estimulado por elementos que outro considera repulsivos. Alguns podólatras preferem pés com arcos pronunciados, outros, de dedos longos, unhas longas, alguns preferem pés descalços, outros, pés calçados em certos tipos de calçados ou meias, alguns preferem pés muito bem cuidados, outros, sujos, de plantas incrustadas de terra, etc.

    Um fetichista de pés pode ser homem ou mulher, embora estime-se que o contingente masculino passe de 70%. Outras práticas sexuais como o sadomasoquismo frequentemente acompanham a atração por pés. Um traço que permite distinguir o podólatra, no entanto, na comparação com o sadomasoquista submisso, é o fato de que o pé, para aquele, reveste-se de um valor estético, que por si só o excita. Há um profundo e ao mesmo tempo evidente potencial de significação sadomasoquista relacionado aos pés. Mas as fantasias que aproveitam esse potencial surgem a partir de uma excitação espontânea que os pés desencadeiam. Os pés não servem de mero instrumento para realização de fantasias de submissão, como acontece nos casos de sadomasoquismo típico. Eles, por si mesmos, desencadeiam a cobiça e o processo de desejo, que passa a orbitar em torno deles. O sadomaquismo encontra-se presente em segundo plano, provavelmente na origem da formação do desejo podólatra, numa etapa anterior.”

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: