Sórdido Conde

25 jul 2010 | By

><><><Sórdido Conde><><><

Ah lábios que beijei….
mórbido perfume que até hoje sufoca minha mente…
com meus lábios em teu pescoço te tentei….
Sua frigidez
Jamais esquecerei….

Ah meu belo conde…
Me encravaste tuas presas…
me deixaste louca de obscuros desejos…
me tentaste até me agonizar
com teu veneno mortal….

Agonizei com a magia…
da mórbida paixão que me despertaste….
E teu veneno me matou…
E renasci pra imortalidade…
Ainda sonho com teus doces lábios…
Jamais os terei novamente…
somente cobaia para ti eu fui…
e tua serva por longo tempo fiquei…..

Hoje sou uma Deusa solitária…
desperto paixões profanas e platônicas…
vivo na imaginação e nos sonhos de pobres mortais…
que sonham me consumar em amor ardente….
Continuo solitária….
Pois meu papel é tornar negro corações…
E dormir a cada dia em meu leito…
Sem meu conde eterno…

Não faço isso porque quero…
e sim porque meu instinto é incontrolável..

Autor Desconhecido

Um comentário em “Sórdido Conde

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: