Poema Sangrento

09 jun 2011 | By

POEMA SANGRENTO II – SÍNDROME PSICO

Queria jogar basquete com uma cabeça humana,
Larçar alguém às navalhas, perfurar os olhos com um graveto,
O sangue escorrendo em linha reta feita de giz,
Ou talvez, esguixando feito um chafariz.

Queria torcer seu corpo,
Ver seus membros se partindo,
Seus órgãos se rasgando
O sangue caindo em suas pernas, dedos, braços e cabeça voando.
Enquanto assisto seus vestígios com um cachorro os consumindo.


Queria abrir sua boca até deslocar seu queixo,
Quebrar seus dentes com martelo
Enquanto preparo a serra elétrica,
Corta-te ao meio feito uma fatia de queijo.
Quero arrancar sua língua,

Rasgar seus lábios,

Furar sua garganta

E costurar sua boca enquanto a beijo…
Ninguém mandou namorar um psicopata,
Pensamentos insanos, desejos sanguinários…
Corra ou se mata!
Ou estará em minha sala como um enfeite…
Ou melhor, pelo menos o que sobrar de ti,

Dentro de um aquário.

Autor: Davi Mello

Mistério A+

 

3 comentários em “Poema Sangrento

  1. RickReymondNo Gravatar disse:

    nusssssssssssa :dizzy: .. queria estar bem longe de tí :cwy:

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: