Arte com Sangue, Como?

29 set 2011 | By

Até que ponto o interesse, intimidade ou paixão pelo sangue pode ser considerado normal? Cada vez mais, vemos jovens afundados em sangue, sangue e mais sangue. Tanto que hoje em dia, o sangue assume uma identidade meio escrota, que antes não existia. Sangue, agora, transmite uma ideia de depressão, autosofrimento, angústia, entre outros. Antes, era só sofrimento, terror e horror, medo… Por outro lado, tem gente tentando produzir alguma espécie de arte com sangue, como o jovem das fotos abaixo:

A questão é : De onde vêm todo esse sangue?

Cada louco com sua Mania!

Fonte: Loucos por sangue 

Antonella Barcelos

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: