Bela Sem Alma (Bella Senz’ Anima)

12 maio 2011 | By

Bela Sem Alma

E agora sente-se
naquela cadeira
Desta vez me escute
sem interromper
Há muito tempo que
queria te dizer
viver com você
foi inútil
tudo sem alegria
sem uma lágrima
nada para acrescentar
nem para dividir

Na sua armadilha
eu caí também
Avante o próximo
lhes deixo o meu lugar
Pobre diabo
que pena me faz
e quando na cama ele
te pedirá mais
e você o concederá
Por que você faz assim?
Como você sabe fingir
Se lhe convém!

 

Agora eu sei quem é você
E não sofro mais por isso
E se você vier de lá
te demonstrarei
E desta vez você
se lembrará
E agora tire sua roupa
Como você sabe fazer
Mas não se iluda
eu não me deixo enganar mais
Você sentirá minha falta
bela sem alma.
Mistério A+

Um comentário em “Bela Sem Alma (Bella Senz’ Anima)

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: