Cerveja, sinta um prazer de estar saudável e feliz

07 fev 2011 | By

Beber cerveja pode travar processos inflamatórios assim como algumas doenças cronicas, segundo um estudo divulgado esta quinta-feira pela Faculdade da Universidade austríaca de Innsbruck.

Segundo um comunicado da equipa de investigadores, liderada por Dietmar Fuchs da secção de Biologia Química daquela universidade, as experiências realizadas com células sanguíneas demonstraram que a cerveja pode bloquear algumas infecções e doenças cronicas.

O estudo indica que as substâncias contidas na cevada parecem ter um impacto no organismo parecido ao atribuído ao vinho tinto e ao chá verde e negro, cujo efeito positivo para a saúde, sobretudo nas doenças coronárias, é reconhecido medicamente.

Os cientistas destacam que o ato de beber cerveja não implica necessariamente a ingestão de bebidas alcoólicas, dado que o efeito positivo do sumo de cevada faz-se notar também quando este não contém álcool e tão pouco depende da marca de bebida consumida.

Os autores da investigação asseguram que a cerveja parece aumentar a produção da chamada «hormona da felicidade», a serotonina, um neurotransmissor que exerce um papel importante nos estados de ânimo das pessoas, como o humor, a ansiedade, o sono, a dor e até o comportamento sexual.

Um novo estudo espanhol comprovou que tomar uma caneca da bebida por dia combate diabetes, evita ganho de peso e previne contra hipertensão. Além de ter graduação alcoólica baixa, a cerveja contém ainda ácido fólico, vitaminas, ferro e cálcio – nutrientes que protegem o sistema cardiovascular.

“Nesse estudo, nós conseguimos banir alguns mitos. Sabemos que a cerveja não é a culpada pela obesidade, já que ela tem cerca de 200 calorias por caneca – o mesmo que um café com leite integral”, destaca a médica Rosa Lamuela, uma das responsáveis pela pesquisa feita em parceria entre a Universidade de Barcelona, o Hospital Clínico de Barcelona e o Instituto Carlos III de Madri.

Continue lendo…

Os especialistas afirmam também que a cerveja não é a responsável pelo aumento da gordura abdominal. A culpa, na verdade, seria dos aperitivos gordurosos, como salgadinhos e frituras, que grande parte das pessoas consome junto à bebida.

O estudo, realizado com 1.249 homens e mulheres acima de 57 anos, indica que mulheres podem tomar dois copos pequenos de cerveja por dia, enquanto para os homens estão liberados até três copos. Contudo, o hábito deve estar associado a uma dieta saudável e a exercícios físicos regulares.

O estudo também confirmou que a ingestão de cerveja tem um efeito tranquilizante sobre quem bebe.

http://www.sitedecuriosidades.com

Edição: Rick Reymond

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: