Exposição do renascentista Michelangelo no Instituto Ricardo Brennand em Recife

05 jul 2011 | By

Depois de trazer uma das cinco réplicas no mundo da estátua de David, uma das mais famosas esculturas do renascentista Michelangelo, o Instituto Ricardo Brennand apresenta, pela primeira vez no Nordeste, uma exposição com nove réplicas, feitas com gessos da Gipsoteca dell’Istituto Statale d’Arte de Florença e seis desenhos originais do italiano, com estudos sobre o movimento, cedidos pela Fondazione Casa Buonarroti. Além disso, 16 obras de artistas precursores e posteriores ao escultor também estão expostas. O público ainda poderá participar de palestras e assistir a um filme que mostra como as esculturas foram produzidas.

A partir desta terça-feira (6), até o dia 4 de setembro, a exposição ‘A beleza na escultura de Michelangelo’ passa a fazer parte do passeio do IRB. Esta é a primeira exposição itinerante do novo salão do instituto, de 1021,89 m², onde também está exposta a réplica da escultura ‘O Pensador’, de Auguste Rodin. A inauguração, apenas para convidados, será realizada hoje à noite.

A exposição já foi apresentada no Palácio Anchieta, no Espírito Santo, e no Museu Brasileiro da Escultura (MUBE), em São Paulo. Segundo Olívio Guedes, diretor do MUBE e um dos palestrantes da iniciativa no Recife, a expectativa é que o público pernambucano reaja com tanto entusiasmo quanto nos demais estados. “Acima de tudo, esta é uma iniciativa educativa, em que as pessoas podem se conhecer melhor, por meio do trabalho de Michelangelo”, afirma.

A cenografia da exposição é complementada por fotografias gigantes, assinadas pelo único fotógrafo autorizado a reproduzir, em imagens, as obras de Michelangelo, Aurélio Amendola. Na galeria, o público poderá conferir trabalhos de artistas como Virrotira de Samatrocia, que inspirou o renascentista quanto à tridimensionalidade e de outros escultores que se basearam na concepção criada após os seus trabalhos.

Michelangelo – O renascentista foi pintor, escultor, poeta e arquiteto. Nasceu em 6 de março de 1475 e faleceu em 18 de fevereiro de 1564. Considerado o maior nome de seu tempo, tem obras emblemáticas como a pintura da Capela Sistina no Vaticano, Madonna di Burges, Pietà Rondanini e David, estes três últimos, com réplicas no IRB.

Serviço:

Exposição
A beleza da escultura de Michelangelo – De 05/07 a 04/09
Instituto Ricardo Brennand – Engenho São João, s/n, na Várzea
Terça a domingo, das 13h às 17h
Entrada: R$ 15 (inteira) e R$ 5 (meia)
Informações: 2121-0354

Palestras

08/07 – Credo criativo, a religião e a arte – Marcos Rizolli (Universidade Presbiteriana Mackenzie)

29/07 – Música no período de Michelangelo – Edson Leite (Professor da USP)

19/08 – A arte secreta de Michelangelo – Gilson Barreto (Oncologista)

02/09 – Michelangelo: Realizador transdisciplinar – Olívio Guedes (Diretor do MUBE)

Fonte: Pernambuco.com Por Ed Wanderley

Antonella Barcelos

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: