Seu estômago está preparado para degustar essas delicias?

21 jul 2011 | By

Pratos exóticos fazem a cabeça da galera nacional e internacionalmente falando, você está preparado para engolir isto?

Aranhas fritas – Camboja

Aranhas fritas são uma iguaria no Camboja e podem ser encontradas por todo o país. Na cidade de Skuon, elas são servidas como lanche do dia-a-dia.
As aranhas são uma espécie de tarântula do tamanho da palma de uma mão humana e, depois de fritas, seu veneno torna-se inofensivo.
O sabor é descrito como suave, com destaque para o contraste entre o exterior crocante e o centro macio.O abdômen, pode ser um problema pois contém uma pasta marrom composta por órgãos, ovos e excremento mas, convenhamos, quem está comendo uma aranha não deve ligar muito para isso.

Canguru ao vapor – Austrália

O hábito de comer cangurus começou com os nativos australianos, que cortavam o animal em diversas partes e mandavam ver. Hoje em dia, a carne do bicho é picada e cozida em vapor, com a adição de bacon, sal e pimenta para dar um temperinho. Não sobra nada: até o rabo é aproveitado para fazer sopa! O gosto é comparado ao da carne de avestruz, uma carne vermelha bem forte.

Curiosidade – Os pratos feitos com canguru são vendidos em mais de 900 restaurantes, desde pizzarias até serviços de quarto em hotéis cinco estrelas.

Lokot – Filipinas

Com a aparência de sobá (um tipo de macarrão japonês) verde esse prato filipino nos reserva uma grande surpresa.
O tal macarrão é servido cru e é temperado por cebolas também cruas, um pouco de salsa e um suave molho adocicado.Até aí, estamos indo bem, se não fosse por um pequeno detalhe que vem a seguir.O macarrão na verdade são fezes de peixe!!

Ovos balut – Vietnã, Camboja, Filipinas

Os ovos balut são ovos de galinha ou pato fertilizados com embrião em desenvolvimento que são cozidos e servidos na casca.
As preferências variam conforme o país. Nas Filipinas, o balut considerado perfeito, é aquele com um embrião de 17 dias. Já no Vietnã preferem-se os de 19 a 21 dias, quando os bebês pato tornam-se reconhecíveis e seus ossos estão firmes, mas macios quando cozidos.
Servido geralmente com uma pitada de sal, há quem goste de complementar com chili e vinagre. É feita uma abertura na casca por onde se pode chupar o caldo para depois comer a gema e o embrião.

Hasma – China

É hora da sobremesa! Então, que tal uma feita com trompas de falópio(!!) de uma espécie de sapo?
Hasma é vendida seca em pequenos pedaços que são reidratados e cozidos com açúcar resultando uma textura leve e mastigável semelhante a tapioca.
Na medicina tradicional chinesa ela é consumida com propósitos medicinais.

Carne de Cachorro – China

Não é novidade que na china se consumam carne de cães, não vou nem comentar nem procurar comentários sobre essa crueldade, acho deprimente. Pense no seu Bidú sendo comido em uma mesa. Vamos logo ao próximo.

Ninho de pássaro – China

O ninho de pássaro comestível está entre os produtos de origem animal mais caros consumidos por humanos e faz parte da culinária chinesa há mais de 400 anos, servido como sopa na maioria das vezes.
Os ninhos são feitos da saliva de uma espécie de pássaro chamada cave swifts (em inglês), são ricos em nutrientes e tem altas concentrações de cálcio, ferro, potássio e magnésio. Acredita-se ainda que tenham propriedades medicinais.
Em Hong Kong o preço de uma tigela de sopa varia de 30 a 100 dólares.Um quilo da variedade chamada white nest pode custar até 2000 dólares e da variedade red blood nest pode alcançar 10000 dólares.
Escorpião frito

O escorpião é um prato admirado pela maioria dos povos asiáticos. Ué, mas o escorpião não é venenoso? É, sim, mas como o bicho é cozido antes de ser frito em óleo, as altas temperaturas do preparo desencadeiam uma reação química que neutraliza o veneno. Aí, é só deglutir o bichão – inteiro mesmo, das garras até a cauda. A espécie preferida é o escorpião-negro, que é maior e tem menos veneno que o escorpião-marrom.

Filé de peixe estranho e venenoso

O tal peixe venenoso é o fugu ou baiacu, que tem muita tetrodotoxina, um veneno dez vezes mais forte que o cianeto. Para que a iguaria não mate ninguém, o chef retira uma bolsa perto das brânquias com o veneno. Depois, ele fura a bolsa e espalha sobre a carne do peixe uma pequena dose da toxina, para provocar um certo “efeito alucinógeno” em quem come. Por causa dos riscos da ingestão do alimento, os cozinheiros e chefs de restaurantes são exaustivamente treinados até ganharem o aval para preparar o fugu para consumo. Mesmo assim, cerca de 20 pessoas morrem por ano, intoxicadas pelo veneno do peixe.

Omelete de larva do bicho-da-seda

Na China, as larvas são fritas com cebola cortada e um molho grosso ou misturadas em omelete com ovos de galinha. Se você não curtir a textura tenra do recheio, também dá para comer a crisálida, a “embalagem” da larva, que parece uma casquinha crocante tipo um salgadinho. Na Tailândia, depois de ser incluída na lista de comidas locais, em 1987, a crisálida do bicho-da-seda passou a ser adicionada às sopas na alimentação de crianças nas escolas tailandesas.

Cérebro de macaco – África

Séculos antes do Indiana Jones, os africanos já cultivavam o costume de deglutir miolos de primatas. Anote o modo de preparo: primeiro, lave o cérebro (do bicho, claro) com água fria. Depois, acrescente vinagre ou suco de limão, retirando membranas e vasos sanguíneos da camada mais superficial. Conserve em salmoura e, finalmente, ponha a iguaria para cozinhar. Em todas as espécies de macaco, o órgão é rico em fósforo, proteínas e vitaminas.

Enquanto isso, no brasil:

Caldo de Turu – BRASIL

O turu é um molusco de cabeça dura e corpo gelatinoso, tem a grossura de um dedo e vive em árvores podres, caídas. Consumido na ilha de Marajó e no interior da Amazônia vivo e cru, em caldo com farinha ou em moquecas, o bichinho é rico em cálcio e tido como afrodisíaco. O gosto é semelhante ao dos mariscos.

Curiosidade – O macaco-do-mangue também é um apreciador de turu. Os caçadores sabem disso e abusam, passando pimenta no molusco. Quando o macaco come o bicho, o ardor da pimenta desorienta o primata, tornando-o presa fácil dos caçadores.

Pênis de Boi, Burro – Brasil, China

Um restaurante chinês está fazendo o maior sucesso e cobrando caro por uma iguaria conhecida como “hot pot “. O prato consiste de pênis de boi, carneiro, cachorro, burro e veados.
Acompanha os testículos…
Tudo documentado pela nationalgeographic.com

Farofa de formiga – Brasil

O inseto aparece no cardápio rural brasileiro em certas áreas do Sudeste. A variedade preferida é o içá ou saúva – uma formiga que, dizem, tem um gosto parecido com amendoim. Além de consumida em farofas, ela também pode ser torrada com tempero ou congelada para comer durante o ano.

Opinião pessoal: Já comi. As “formigas” são as conhecidas Tanajuras, aquelas bem bundudas. Todo brasileiro adora tudo que é bundudo, e talvez esse seja o tempero especial da farofa. Mas é muuuuuito gostosa mesmo, com qualquer carne ou até pura. Recomendo.

O Melhor, ou PIOR.

Comer peixe vivo?

Com certeza a mais cruel, o peixe é limpo VIVO, temperado VIVO, cortado (primeiramente partes não vitais) VIVO, e digerido VIVO.
O vídeo é forte, mostra a “tortura”, mesmo com um peixe é bem chato de assistir, sei lá, crueldade com qualquer coisa nunca é agradável.

E você consegue engolir?

Fonte: Comidas Exóticas

Antonella Barcelos

4 comentários em “Seu estômago está preparado para degustar essas delicias?

  1. RickReymondNo Gravatar disse:

    :blink: Tá … sOu um Vampiro …mas de todos estes ai … ficaria com um churrasco de canguru e uma farofinha de formiga … axo que ja esta bom para minha dieta … mesmo assim daria uma bela dor de barriga kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk :dizzy:

  2. RickReymondNo Gravatar disse:

    :ninja: e os outros nao sei qual é o pior , mas aquelas aranhas são muito interessantes… :alien:
    Ja me vejo mordendo algumas huahuahauahuahauahauhaua :devil: :devil:

  3. Elvira SLNo Gravatar disse:

    Meu namorado passou MUITO mal quando comeu fugu, uma febre que derrubou ele de cama 2 dias tremendo com muita dor de barriga… rsrsrs

  4. RickReymondNo Gravatar disse:

    Poxa , mas com tantos peixes brasileiros ele tinha logo q comer o Baiacú??? kkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    http://travelsplendid.ro/wp-content/uploads/2010/11/Fugu-Blowfish.jpg

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: