Teste de gel contra a aids é cancelado

30 nov 2011 | By

Cientistas cancelaram os testes de um novo gel anti-HIV em três países africanos: África do Sul, Uganda e Zimbábue. A substância, quando aplicada na vagina, impediria a contaminação pelo vírus causador da aids. O motivo do cancelamento do estudo foi a baixa eficácia para evitar a contaminação. Das mulheres que participaram da pesquisa, 6% foram infectadas. No ano passado, cientistas haviam demonstrado que as mulheres que usaram esse mesmo gel apresentavam risco 39% menor de pegar o vírus em relações sexuais.

A principal hipótese sobre a diferença entre o resultado do estudo que estava em andamento e o anterior é que as voluntárias não teriam usado o gel regularmente, como recomendado pela equipe. Isso diminuiria a eficácia do método de prevenção. Segundo o Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/AIDS (UNAIDS), um dos coordenadores do levantamento, as mulheres voluntárias foram orientadas a não deixar de usar preservativo durante o estudo.

O gel, que leva em sua composição uma das drogas do coquetel antiretroviral, é uma das grandes esperanças no combate ao HIV no continente africano. Outras substâncias semelhantes ainda estão sendo testadas. O gel SACDS001, por exemplo, para ser aplicado antes e depois das relações sexuais, será testado até o início de 2013. “Não podemos deixar que essa decepção nos faça esquecer de todas as nossas vitórias”, afirma Pedro Chequer, diretor da UNAIDS do Brasil, um dos órgãos que coordena os estudos. Recentemente, o grupo anunciou que um compromido com antiretroviral teria diminuído a contaminação em 44% entre homens que fazem sexo com homens. “Os melhores resultados no combate à aids são atingidos quando agimos em várias frentes”, afirma Chequer.

Fonte: Aids 

Antonella Barcelos

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: