Um aceno na partida – Diário de Rick

09 jan 2011 | By

.

Não quero pedir uma segunda chance nem muito menos que você volte correndo
é tarde
mas acho que uma amizade  verdadeira  não morre  quando somos corrigidos
Penso que  assim como brincamos  também devemos  ser sérios
Porém não ha nada que eu possa fazer, a partida é inevitável
Não a sonho que estenda  seus braços  depois que despertado
Apenas portas  que se abrem em locais que  menos esperamos
E outras portas que se fecham  lacrando o passado.
Ficará a saudade das lembranças que habitam minha alma.
Não preciso  ser compreendido para me sentir aceito ou mostrar quem sou
nem preciso amar alguém para  amar a mim mesmo
Se as flores não murchassem  e morressem o jardim seria sempre belo
se as pessoas não partissem certamente eu seria mais  feliz
Tudo é como a vida  mostra  no dia a dia  num filme sem retorno
Pessoas se vão  outras  vem,  nos enganamos  com amigos e com amores também
As ilusões existem porem os sonhos se acabam e algumas amizades se vão

Já  não  busco mais a brincadeira  de outrora

é um tempo passado da vida.
Não vou parar no tempo nem regressar ao que se foi
Tentei … busquei …Cansei

Só resta  acenar  na partida.

Autor: Rick Reymond

8 comentários em “Um aceno na partida – Diário de Rick

  1. katiaNo Gravatar disse:

    Uma nova “ERA DO GELO” ??? :sad:

  2. RickReymondNo Gravatar disse:

    Em mim vive um poeta , que escreve oq sente em poemas e versos
    entao transmito oq sinto assim mesmo …
    mas nao se preocupem , ninguem morreu! :pouty:

  3. melsynhaNo Gravatar disse:

    Que lindu!!!!
    vc é um poeta e tanto…
    parabéns vc escreve com a alma…
    muito lindas suas palavras apesar de ser tristes…
    bjs mel :sad:

  4. é bem isso aiii :blush:
    Bom encerrando por aqui mais uma etapa de comentários fikem com deus e ate a proximaaa Bjuss Rei Black Angel durma com os anjos (NEGROS)…. :wink:

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: