A terapia de reposição de nicotina por adesivos não é eficaz

14 jan 2012 | By

A probabilidade de recaída é a mesma para quem fez uso de terapias de reposição de nicotina

Uma pesquisa desenvolvida pela Escola de Saúde Pública de Harvard e pela Universidade de Massachussets mostrou que o uso de adesivos de nicotina não é mais eficaz do que se a pessoa parar de

recaida
Chance de recaída independe do método, diz estudo

fumar por conta própria. Até então, ensaios clínicos sugeriram que a terapia de reposição da nicotina – como goma de mascar, adesivos e sprays – podia dobrar as chances de um fumante abandonar o cigarro.
O estudo entrevistou 800 pacientes que deixaram de fumar entre 2001 e 2006. De acordo com os pesquisadores, as taxas de sucesso e as de recaída foram semelhantes entres os fumantes, independente do tipo de método que eles adotaram.
O resultado foi o mesmo para fumantes leves e pesados e também não houve diferença para pacientes que tiveram ou não aconselhamento profissional.
“O estudo mostra que usar nicotina não é mais eficaz para ajudar as pessoas a pararem de fumar cigarros em longo prazo do que se parar por conta própria”, disse o coordenador do estudo Hillel Alpert.
O pesquisador Lois Biener, que também participou do estudo, acredita que o financiamento para nicotina poderia ser gasto em outras intervenções.

O estudo foi publicado na revista Tabacco Control.

 

Revista Galileu

 

Misterio A+

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: