Como prolongar a vida da bateria de seus aparelhos eletrônicos

19 nov 2012 | By

Espere seu notebook ou celular descarregar completamente antes de recarregá-lo. Assim sua bateria não fica “viciada” e dura mais. Certo? Errado. Essa regra funcionava para as antigas pilhas de níquel-cádmio, mas não faz o menor sentido no caso das modernas, de íon-lítio, usadas na maioria dos gadgets de hoje. Esse é apenas um dos mitos que circulam por aí sobre como preservar a vida de suas pilhas. Livre-se deles com as dicas de especialistas e fabricantes para evitar a morte prematura de seus brinquedinhos eletrônicos.

Salve as baterias

Veja dicas para elas durarem mais:

1) Fique frio
Fato: Calor é um veneno para sua bateria. Se a carga for feita sempre a 30 ºC, ela vai pifar bem mais cedo do que se for feita a 15 ºC, por exemplo.
Dica: Evite deixar seus gadgets embaixo do sol, em locais quentes ou em superfícies que não permitem circulação de ar, para garantir uma boa ventilação e um refresco para sua bateria. O calor brasileiro já é ruim o suficiente para ela.

2) Carga oficial
Fato: Carregadores genéricos não vêm com as definições dos fabricantes e pequenos excessos na voltagem que geram podem reduzir muito o número de ciclos que sua bateria resiste.
Dica: Use os carregadores fornecidos pelo fabricante do seu aparelho. Se você perdê-lo, não corra para um camelô. A economia pode sair cara.

3) Pare nos 80%
Fato: Ciclos profundos de carga e descarga — zerar a bateria e carregá-la completamente — acabam com a bateria mais rapidamente.
Dica: Crie o hábito de carregar a bateria apenas até os 80% da carga. Assim será mais fácil desplugá-la antes de chegar aos 100%. Além de fazer ciclos mais curtos, você diminui a chance de causar o superaquecimento que acontece quando ela passa do tempo
na tomada.

4) volte nos 50%

Fato: Quanto menor a carga de sua bateria, maior a corrente que circula por ela no recarregamento. Isso a faz esquentar mais e, logo, durar menos.
Dica: Esqueça a história de zerar a bateria. A dica é da Universidade da Bateria, empresa americana que faz testes para fabricantes. Seus resultados mostram que recarregar nessa faixa faz a pilha ficar mais tempo a 100%. Se você troca seu gadget uma vez por ano, porém, essa regra (nada prática) não vai fazer diferença.

5) Calibragem
Fato: Algumas baterias modernas de íon-lítio são “inteligentes”: mostram o quanto de carga ainda está disponível. Só que elas perdem a calibragem se passam muito tempo sem descarregar completamente.
Dica: Uma vez por mês, use a bateria até zerar. Assim, você calibra o sistema que lhe informa a carga disponível e pode seguir com mais precisão a regra de carregar até 80% e recarregar a partir dos 50%.

Revista Galileu

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: