Leonardo – Sem Vergonha e Sem Juízo

01 set 2012 | By

Sem Vergonha e Sem Juízo
Pode machucar, pode me maltratar
Pode até gritar no telefone
E magoar, falar que não gosta de mim
Que mesmo assim eu vou tentando te entender

Eu sou paciente, posso compreender
Que essa reação é o ciúme, é a paixão
Essa história de exclusividade é só desejo, é só vontade
Um beijo, um cheiro, um chamego, amor
E tudo acaba bem

Aí acaba a briga, acaba o xingamento 
A gente até faz planos para o casamento
É um tal de beijinho, cheirinho, amorzinho
É um grude, é paixão pra vida inteira
E se pisar na bola, vira confusão
E se chegar mais tarde, é tapa, é beliscão
É um tal de cai fora, vai embora, se manda
E quem é que consegue entender
Sem vergonha, eu e você

Discarados
Sem juízo
Sem vergonha, eu e você

Discarados
Sem juízo
Sem vergonha, eu e você

Eu sou paciente, posso compreender
Que essa reação é o ciúme, é a paixão
Essa história de exclusividade é só desejo, é só vontade
Um beijo, um cheiro, um chamego, amor
E tudo acaba bem

Aí acaba a briga, acaba o xingamento
A gente até faz planos para o casamento
É um tal de beijinho, cheirinho, amorzinho
É um grude, é paixão pra vida inteira
E se pisar na bola, vira confusão
E se chegar mais tarde, é tapa, é beliscão
É um tal de cai fora, vai embora, se manda
E quem é que consegue entender
Sem vergonha, eu e você

Discarados
Sem juízo
Sem vergonha, eu e você

Discarados
Sem juízo
Sem vergonha, eu e você

Discarados
Sem juízo
Sem vergonha, eu e você

Discarados
Sem juízo
Sem vergonha, eu e você

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: