Sonata Arctica – The End of This Chapter – ( Español)

22 ago 2012 | By

Sonata Arctica – The End of This Chapter

O Final Deste Capítulo (Tradução)

Narrativa
“Alô?”
“Ora ora, como você está?”
“Aah, quem é?”
“Quem você acha que é?”
“Pare com isso, quem é?”
“Você sabe muito bem quem sou eu… Você quase escapou de mim, não foi?”
“Oh meu deus, não pode ser! Você não pode ser!”
“Hahahaha… Sim sim, meu amor! Sou eu!”

[…]

Eu te dei meu tempo

Eu te dei toda minha vida
Eu te dei meu amor, cada centavo
Eles me disseram que isso era… um crime
Você se lembra?
Ou foi tudo em vão…

Eu olhei para a luz, eu invadi sua mina de carvão

A promessa que eles fizeram eu devo manter?
Tenha certeza que nunca nos encontraremos
Eu não posso me lembrar
A profunda promessa que eu fiz

Me diga que o passado não morrerá…

Me diga que as velhas mentiras estão vivas

Por céus escuros, eu viajei sem uma luz

Eu afundei no poço da minha mente
Muito fundo, para nunca ser encontrado
Eu não consigo me lembrar
Como você pode ser tão fútil…?

Me diga que o passado não morrerá…

Me diga que as velhas mentiras estão vivas
Um amor que acabou à muito tempo
Me mata, me estremece

Você tem um novo amor e

E fica bem em você
Eu nunca desejei que você morresse, ainda
Agora você pode ter todas as coisas que eu nunca poderia te dar
Olhe pela janela… “c’est moi”

Me desculpe, eu estou aqui

Eu não tenho certeza se isso deveria te trazer medo
Eu sussurro no seu ouvido
Por que ele está aqui?

Enquanto você dorme, eu roubo seu brinco

Acendo uma vela, essa raiva que eu sinto
Eles disseram que eu não te acharia, mas agora eu estou atrás de você
Eu não sou tão estável
Você deveria saber que você é minha

Me diga que o passado não morrerá…

Me diga que as velhas mentiras estão vivas
Eu te digo que o passado não morrerá…
Eu te digo que as velhas mentiras estão vivas
Por causa do amor que acabou a muito tempo atrás
Me mata, vai te matar… também

Passado não morre…

Eu te digo que as velhas mentiras estão vivas
Raiva para conspirar há muito tempo atras
Me mata, por favor me mate antes

Eu te digo que o passado não morrerá…

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: