Esclerose múltipla pode ser causada pelo “vírus do beijo”

03 jul 2013 | By

Com a descoberta cientistas já estudam formas mais eficazes de tratamento

Reforçando algumas teorias já existentes, um novo estudo mostrou que a esclerose múltipla, doença crônica que afeta as funções neurológicas, pode ser causada por uma infecção viral. O responsável é o vírus Epstein-Barr, o mesmo que causa a 0,,62986319,00mononucleose, conhecida como “doença do beijo”.

Como esse tipo de vírus é transmitido pela saliva (daí o apelido), a maioria das pessoas são infectadas em algum momento da vida, porém não sofrem qualquer sintoma ou consequência. De acordo com a nova pesquisa, em alguns casos o Epstein-Barr atinge algumas células do sistema imunológico, podendo levar ao aparecimento da esclerose múltipla e de até alguns tipos de cânceres.

Por meio de uma análise, os cientistas puderam encontrar o vírus escondido entre as células cerebrais de pessoas afetadas pela doença. Mesmo quando não está se multiplicando, o vírus Epstein-Barr é capaz de mandar moléculas infectadas para várias áreas do cérebro, causando os sintomas clássicos da esclerose múltipa, tais como fraqueza muscular, rigidez nas articulações, falta de equilíbrio, tremores e formigamentos pelo corpo.

Os pesquisadores, porém, afirmaram em comunidado oficial serem necessárias mais pesquisas para saber se o Epstein-Barr é a única causa da doença. De qualquer modo, a descoberta já suscitou novos estudos sobre as diferentes manifestações da esclerose múltipla e as formas de tratamento mais eficientes para os que sofrem com o problema.

Revista Galileu

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: