Naturalmente o cérebro feminino é ‘programado’ para comer demais

06 maio 2013 | By

O cérebro feminino é ‘programado’ para comer demais

Uma recente pesquisa da Michigan State University mostrou que as mulheres são biologicamente mais vulneráveis a transtornos alimentares, como o consumo excessivo de comida. As informações são do Daily Mail.

Mulher-comendo-lancheO teste, feito em ratos, descobriu que as ratas tinham mais tendência a comer do que os machos, levando a crer que comer mais não tem necessariamente a ver com a cultura e pressões sociais.

Em um experimento com 60 ratos, metade deles fêmeas, consistiu em periodicamente trocar a ração normal por creme de baunilha. Foi observado que as ratas consumiram 6 vezes mais baunilha do que os ratos machos.

O psicólogo Kelly Klump, um dos responsáveis pelo estudo, enfatiza que a tendência de as mulheres sofrerem mais de distúrbios alimentares muitas vezes é creditada a pressões culturais e sociais para emagrecerem, quando é possível que seja também um fator biológico. “A pesquisa sugere que é preciso explorar mais as diferenças entre os gêneros para entender fatores de risco”, disse.

É o primeiro estudo a diferenciar hábitos alimentares entre gêneros, e os pesquisadores garantem que os resultados podem ser aplicados a humanos.

O transtorno da compulsão alimentar periódica (com “picos” em que consomem uma grande quantidade de comida) atinge 10 vezes mais as mulheres do que os homens, como as celebridades americanas Oprah Winfrey e Janet Jackson.

Futuros estudos podem ajudar em terapias e desenvolvimento de medicamentos mais eficazes contra problemas alimentares.
 Saude Terra

Um comentário em “Naturalmente o cérebro feminino é ‘programado’ para comer demais

  1. AntonellaNo Gravatar disse:

    Hahahahahah capaz … quem disse isso ? imagina …
    só não resistimos ha algumas tentações fazer o que ? é mais forte suahsushausha

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: