O asteroide Apophis pode destruir satélites em 2029

10 jan 2013 | By

Entre os dias 9 e 10 de janeiro, o asteroide Apophis estará relativamente próximo da Terra, a cerca de 14,5 milhões de km de distância de0,,69806258,00 nosso planeta. Mas na próxima vez que ele nos fizer uma visita, em abril de 2029, há grandes chances de que o encontro não seja pacífico. Um estudo da Agência Espacial Europeia (ESA) aponta que o Apophis chegará tão próximo da Terra que poderá destruir alguns satélites em órbita.

Segundo pesquisa da Agência Espacial Europeia, o asteroide ficará tão próximo da Terra que irá destruir satélites em órbita

O Apophis tem um diâmetro de 325 metros, 20% a mais de diâmetro do que a Nasa estimava. Isso significa que sua massa também é maior, aumentando cerca de 75%.

Se, por acaso, o asteroide atingir a Terra, estima-se que seu impacto será de 880 megatons. Embora não seja o suficiente para exterminar completamente a vida no planeta, estima-se que a colisão, equivalente à bomba atômica mais poderosa já produzida, possa alterar o clima do planeta por alguns anos.

Em 2029

Cientistas afirmam que Apophis não vai atingir a Terra em nosso próximo encontro, mas ele estará muito próximo, a 36 mil km de distância. Essa é uma medida menor do que a órbita de muitos de nossos satélites, o que significa que algum deles podem ser atingidos.

E depois de 2029?

O próximo encontro com Apophis depois dessa data será em 2036 e estima-se que ele tenha uma chance em 250 mil de nos acertar. São números muito baixos, mas, mesmo assim, é uma chance maior do que a que temos de ser atingidos por um raio ao sair na rua. Para garantir, cientistas russos já estão fazendo planos para alterar a rota de Apophis.

 

Revista Galileu

 

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: