ELA (Esclerose Lateral Amiotrófica) / Desafio do balde de Gelo. O que eles tem em comum?

28 ago 2014 | By

É muito fácil criticar as pessoas nos dias de hoje, principalmente em um mundo cheios de falsários, você não sabe em quem acreditar , quando aparece algo ou alguém que te fale a verdade ou que te peça ajuda pra alguma campanha , ou até mesmo uma divulgação em pró a qualquer assunto relacionado a AJUDAR AO PRÓXIMO, acabamos nós mesmo sendo ridículos o bastante para criticar , cruzar os braços e não fazer nada.

Antes de apontar alguém ou alguma coisa, pesquisem vejam a veracidade da divulgação ou da campanha e saibam o que acontece por trás de tanta coisa.

Há algumas semanas atrás se tornou viral na net e em TVs do mundo inteiro, vídeos onde artistas derrubavam um balde de gelo em cima deles mesmo, mas você já foi pesquisar e saber detalhes de o porquê desse ato, antes de dizer QUE RIDÍCULO?

Muitos de você não devem saber que esse ato de artistas a pessoas comuns é uma campanha para arrecadar fundos para uma ONG (Organização não governamental), que combate a ELA ( Esclerose Lateral Amiotrófica Vocês sabem o que é isso?

ELA ( Esclerose Lateral Amiotrófica):

A esclerose lateral amiotrófica (ELA) é provocada pela degeneração progressiva no primeiro neurônio motor superior no cérebro e no segundo neurônio motor inferior na medula espinhal. Esses neurônios são células nervosas especializadas que, ao perderem a capacidade de transmitir os impulsos nervosos, dão origem à doença.

Não se conhece a causa específica para a esclerose lateral amiotrófica. Parece que a utilização excessiva da musculatura favorece o mecanismo de degeneração da via motora, por isso os atletas representam a população de maior risco.

Outra causa provável é que dieta rica em glutamato seja responsável pelo aparecimento da doença em pessoas predispostas. Isso aconteceu com os chamorros, habitantes da ilha de Guan no Pacífico, onde o número de casos é cem vezes maior do que no resto do mundo. Estudos recentes em ratos indicam que a ausência de uma proteína chamada parvalbumina pode estar relacionada com a falência celular característica da ELA, uma doença relativamente rara (são registrados um ou dois casos em cada cem mil pessoas por ano, no mundo), que acomete mais os homens do que as mulheres, a partir dos 45/50 anos.

Apesar das limitações progressivas impostas pela evolução da doença, o paciente costuma ser uma pessoa dócil, amorosa, alegre, que preserva a capacidade intelectual e cognitiva e raramente fica deprimida.

Desabafo do desafiante do balde de gelo

Sintomas

O principal sintoma é a fraqueza muscular, acompanhada de endurecimento dos músculos (esclerose), inicialmente num dos lados do corpo (lateral) e atrofia muscular (amiotrófica), mas existem outros: cãibras, tremor muscular, reflexos vivos, espasmos e perda da sensibilidade.

Diagnóstico

A doença é de difícil diagnóstico. Em grande parte dos casos, o paciente passa por quatro, cinco médicos num ano, antes de fechar o diagnóstico e iniciar o tratamento.

Tratamento

O tratamento é multidisciplinar sob a supervisão de um médico e requer acompanhamento de fonoaudiólogos, fisioterapeutas e nutricionistas.

A pesquisa com os chamorros serviu de base para o desenvolvimento de uma droga que inibe a ação tóxica do glutamato, mas não impede a evolução da doença. Os experimentos em curso com animais apontam a terapia gênica como forma não só de retardar a evolução, como possibilidade de reverter o quadro.

Recomendações

* O diagnóstico e o início precoce do tratamento são dois requisitos fundamentais para retardar a evolução da doença. Não subestime os sintomas, procure assistência médica;

* Embora a ELA seja uma doença degenerativa irreversível, não há como fazer prognósticos. Em alguns casos, a pessoa vive muitos anos e bem;

* A relação do paciente com a equipe médica e familiares é sempre muito rica. Ele está sempre animado e procurando alternativas para enfrentar as dificuldades do dia a dia;

* Pelo menos aparentemente, o portador da doença costuma sofrer menos do que o cuidador, que precisa aprender a maneira correta de tratar do doente, sem demonstrar que teme por sua morte iminente.

Criador da campanha 

Após diagnostico de um amigo Corey Griffin 27 anos, lançou a campanha o desafio do balde de gelo “ALS Ice Bucket Challenge” para arrecadar fundos para o tratamento da Esclerose Lateral Miotrófica .

Infelizmente o jovem Corey Griffin morreu afogado em um acidente de mergulho no sábado (16). Aos 27 anos, ele havia arrecadado US$ 100 mil horas antes de sua morte e estava orgulhoso pela popularidade de sua campanha na internet, de acordo com o jornal “Boston Globe”.

Por volta de duas da madrugada daquele dia, Griffin saltou de um cais tradicionalmente usado por moradores de Nantucket, em Massachussetts, para mergulhos. Ele ainda teria voltado à superfície uma vez antes de se afogar. Um salva-vidas que estava de folga e passava pelo local o resgatou, mas ele foi declarado morto ao chegar ao hospital.

O jovem ajudou a popularizar o desafio do balde de gelo depois que seu amigo Pete Frates recebeu o diagnóstico de esclerose lateral amiotrófica, mal degenerativo também conhecido como doença de Lou Gehrig.

A campanha desafia personalidades a jogar um balde de água gelada contra a cabeça ou fazer uma doação de US$ 100 a ALS Association – ou os dois. Caso a pessoa participe da brincadeira, pode desafiar outros a fazer o mesmo em até 24 horas.

A campanha se tornou viral após Mark Zuckerberg, criador do Facebook, e Bill Gates, da Microsoft, terem divulgado seus vídeos. De acordo com o Facebook, 28 milhões de usuários aderiram, incluindo diversos artistas e celebridades que vão de Lady Gaga a Ana Maria Braga. Na quarta (20), por exemplo, o sapo Kermit, dos Muppets, e o ex-presidente dos EUA, George W. Bush, postaram vídeos de seus desafios.

Mais de US$ 15 milhões já foram arrecadados em menos de um mês, segundo comunicado oficial divulgado no site da ALS Association no domingo (17).

Celebridades nacionais e internacionais estão unidas para este desafio e você? eu desafio vocês a fazerem o mesmo, Abraços galera.

campanha desafio do balde

Fonte: Dr Drauzio Varella , G1 GLOBO.COM , Desafio dos artistas.

OBS:

Criador do desafio do balde de gelo morre afogado nos Estados Unidos – Corey Griffin, de 27 anos, lançou campanha após diagnóstico de amigo.
Iniciativa arrecada dinheiro para tratamento da esclerose lateral amiotrófica.

Postagem: Antonella Barcelos

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: