Cavaleiro negro (Dublado)

18 mar 2015 | By

Título Original: The Black Pimpernel

Gênero: Drama

Ano de lançamento (Suécia / Finlândia / México / Dinamarca): 2007

Duração: 95 min

Direção: Åsa Faringer / Ulf Hultberg

 

Dirigido por Åsa Faringer e Ulf Hultberg o filme O Cavaleiro Negro baseado em fatos reais conta a história de Harald Eldestam (Michael Nyqvist) um embaixador sueco que viveu no Chile, na época do golpe de Estado de 11 de setembro de 1973, que depôs o presidente Salvador Allender e instaurou a ditadura de Augusto Pinochet.

Toda a narrativa do filme é construída sobre dois eixos dramáticos, no qual em cada um deles o herói Harald Eldestam possui papel central. Em um desses eixos, o espectador se depara com o seguinte contexto: Harald se dedicando para salvar e proteger os refugiados da perseguição militar de Pinochet, abrigando-os na embaixada sueca, uma vez que essa não pode ser invadida por ser território internacional.

Em outro eixo, o protagonista luta para salvar sua amada, Consuelo Fuentes (Kate del Castillo), uma guerrilheira que é condenada à morte pelo novo regime.

Para completar a obra, o personagem principal é constantemente assombrado pela lembrança de uma de suas primeiras experiências como diplomata, ocorrida na Alemanha Nazista: quando não conseguiu proteger uma família de judeus da Gestapo. Harald, então, vê nos refugiados chilenos a oportunidade de redenção que ele tanto procurou.

O filme evidencia um ponto interessante: o da atuação individual em meio aos acontecimentos extraordinários de uma nação, por exemplo, um golpe de Estado. Somos levados a refletir sobre um belo exemplo de como um homem sozinho pode contribuir em momentos críticos da História, assim como participar da formação da Memória de sua nação.

Na sala de aula, O Cavaleiro Negro pode ser usado para levar os alunos a refletirem sobre a participação dos Estados Unidos na consolidação das ditaduras Latino-Americanas; até que ponto a ação individual é ou não a solução que os países esperam de seu povo; além de outros aspectos como o caráter de “criminosos” que os ex-participantes do governo Allende receberam arbitrariamente e os jogos do poder que envolvem interesses políticos entre os “comandantes” da nação.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: