Linhaça – Benefícios, contra indicações e como consumir

12 maio 2017 | By

Os benefícios da semente de linhaça incluem a defesa do organismo e o retardo do envelhecimento das células, protegendo a pele e prevenindo doenças como câncer e problemas cardíacos.
A semente de linhaça é a mais rica fonte de ômega 3 existente na natureza e os seus benefícios podem ser obtidos tanto na linhaça dourada quanto na marrom, sendo importante triturar as sementes antes do consumo, pois a linhaça inteira não é digerida pelo intestino.
Assim, o consumo regular dessa semente traz benefícios como:
Melhorar a prisão de ventre, porque é rica em fibra que facilita o trânsito intestinal;
Ajudar a controlar o açúcar no sangue, pois o seu conteúdo em fibra impede que o açúcar seja absorvido muito rapidamente;
Diminuir o colesterol porque é rica em fibras e ômega 3 que diminuem o colesterol ruim;
Ajudar a emagrecer, pois as fibras aumentam a sensação de saciedade, diminuindo o apetite exagerado.
Reduzir o risco de doenças cardiovasculares, porque controla o colesterol e diminui a absorção de gordura no intestino;
Reduzir inflamações no corpo, pois é muito rico em ômega 3;
Diminuir os sintomas da TPM e da menopausa, pois tem boas quantidades de isoflavona, fitoesteroide e lignina, que controlam os hormônios femininos.
Para obter um maior resultado de todos estes benefícios, é recomendado preferir as sementes de linhaça douradas, pois são mais ricas em nutrientes, especialmente em ômega 3, que as sementes de linhaça marrom.
Informação nutricional e como usar
A tabela a seguir traz a composição nutricional em 100 g de linhaça.

A linhaça não modifica o sabor dos alimentos e pode ser consumida juntamente com cereais, saladas, sucos, vitaminas, iogurtes e massas de pães, bolos e farofas.
No entanto, antes de ser consumida essa semente deve ser triturada no liquidificador ou ser comprada já na forma de farinha, pois o intestino não consegue digerir o grão inteiro da linhaça. Além disso, ela deve ficar guardada em local fechado, protegido da luz, para que seus nutrientes sejam mantidos.

Contra indicações das sementes de linhaça .
Assim como quase todo tipo de complemento natural, a linhaça possui algumas contraindicações às quais devemos ficar muito alertas.

Podemos citar o caso de pessoas com esclerose sistêmica que por vias gerais não devem ingerir sementes de linhaça, pois seu consumo pode causar obstrução intestinal, ou também a conhecida prisão de ventre.

É também contraindicado o grande consumo (ou consumo excessivo) de linhaça de forma repentina, pois pode causar reações alérgicas diversas. Por isso, caso opte pelo consumo de linhaça, o mesmo deve ser feito aos poucos, de forma gradual, até alcançar o montante ideal recomendado pelo médico ou nutricionista.
Embora não existam dados concretos que comprovem a informação a seguir, grande parte dos conselhos médicos orientam as gestantes a não consumirem a linhaça durante a gestação, pois já são muitos os casos registrados de possível deformidade do sistema reprodutivo do feto graças ao consumo de linhaça pela mãe.

É importante também frisar que a linhaça não deve ser consumida se outros medicamentos estiverem sido ingeridos no mesmo período, tal como em um tratamento médico. Esta contraindicação se refere ao fato de que a linhaça pode vir a bloquear ou dificultar a absorção de medicamentos pelo organismo.

Resumidamente, podemos dizer que as sementes de linhaça são contraindicadas ou devem ser consumidas com moderação em casos de:
● pessoas com esclerose sistêmica

● pessoas sensíveis ou propensas à alergias alimentares

● gestantes

● pessoas que estejam fazendo uso de outros medicamentos
Como consumir corretamente as sementes de linhaça

A linhaça pode ser consumida de diversas formas. Além das cápsulas comumente comercializadas, podemos triturar suas sementes em um liquidificador e consumi-las com frutas, vitaminas e até mesmo sobremesas.

É possível também utilizar a semente triturada (que será uma espécie de farinha) para complementar massas de pães, bolos, biscoitos, tapiocas, crepes, etc.

Veja agora uma receita com um dos produtos mais consumidos feito com a linhaça.

Receita de pão de linhaça
Ingredientes
2 ½ xícaras de chá de farinha de trigo integral
2 ½ xícaras de chá de farinha de trigo comum
2 xícaras de centeio
1 xícara de chá de semente de linhaça
1 colher de sopa de fermento biológico instantâneo
1 colher de chá de mel
2 colheres de chá de margarina
2 ½ xícaras de chá de água morna
2 colheres de chá de sal
Ovo para pincelar
Modo de preparo
Misturar todos os ingredientes e amassá-los até a massa ficar lisa. Deixar a massa descansar e crescer por 30 minutos. Modelar os pães e colocá-los em forma untada, assando em forno preaquecido por 40 minutos.

O conselho de não comer as sementes de linhaça sem antes triturá-las se dá, porque nosso corpo não consegue assimilá-las e pode expulsá-las do organismo sem tê-las absorvido.

Para tritulá-las use um pilão ou triture-as usando processador de alimentos.

Uma outra recomendação importante para o consumo correto das semente de linhaça é comê-las sempre cruas, porque o calor e cozimento podem alterar os seus ácidos graxos essenciais.

Use-as para enriquecer iogurtes, mueslis, batidas, sucos, sopas, saladas, feijões, farofas, na banana amassada ou com outras frutas, garantindo assim uma alimentação saudável.

Quanto consumir?
De 3 a 6 colheres de chá de sementes de linhaça moída por dia para seguir a recomendação de consumir diariamente 1 ou 2 porções de alimentos que contenham ômega-3.

Consulte um médico ou nutricionista
Vimos então que a linhaça pode trazer muitos benefícios para o organismo, mas também possui diversas contraindicações. Por tal motivo, é fortemente recomendado que um médico ou nutricionista seja consultado antes que você adote a linhaça em sua dieta.
É importante lembrar que o óleo de linhaça está contraindicado na gravidez porque pode causar parto prematuro.

Linhaça

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: