Sal do Himalaia, melhor sal do mundo

28 fev 2017 | By

Você já ouviu falar sobre o incrível cristal de sal que vem diretamente das montanhas do Himalaia? É embalado com alguns benefícios bastante surpreendentes e é um novo ingrediente surpreendente para adicionar a sua despensa. É uma alternativa absolutamente maravilhosa ao sal de mesa, e logo explicarei o porquê.

Minas do Sal do Himalaia em KhewraMinas do Sal do Himalaia em Khewra

A história
Primeiro de tudo, o que faz o sal de cristal do Himalaia ser tão incrível? Cerca de 200 milhões de anos atrás, havia camas cristalizadas de sal que foram cobertas com lava.
Sendo mantidas nesse ambiente intocado e imaculado que foi cercado por neve e gelo durante tantos anos significa que o sal foi protegido da poluição moderna. Muitas pessoas acreditam que este sal rosa é o mais puro sal que pode ser encontrado no planeta.
Privilégio da realeza na antiguidade, o famosíssimo Sal Rosa do Himalaia, um dos mais saborosos da gastronomia, na verdade vem do Paquistão. Com aproximadamente a metade do sódio encontrado no sal de cozinha comum, é tratado como o mais puro e saudável do mundo.
Não se trata de nenhum engodo. A cadeia de montanhas do Himalaia, a maior do mundo, se estende por sete países, entre eles o Paquistão, onde está situada o mítico pico do K2, o segundo mais alto do planeta, perdendo apenas para o Everest.
A maior parte da produção mundial do Sal Rosa é proveniente da mina paquistanesa de Khewra, a segunda maior do mundo, depois de Goderich, no Canadá, que produz pedras de sal convencional.
Khewra é também a mina mais antiga em atividade na história, tendo sido descoberta pelas tropa de Alexandre, o Grande, em 320 A.C. Além de sua alta produtividade, a mina é uma das principais atrações turísticas da região do Punjab, no norte do Paquistão, e recebe mais de 250 mil visitantes todos os anos.

Minerais e energia
O sal do Himalaia contém os mesmos 84 minerais e elementos que são encontrados no corpo humano. Alguns destes minerais incluem: o cloreto de sódio, sulfato de cálcio, potássio e magnésio. Ao utilizar este sal, na verdade você está recebendo menos ingestão de sódio por porção do que o sal de mesa regular, porque é menos refinado e as peças são maiores. Portanto o sal do Himalaia tem menos sódio por porção, porque os cristais ou flocos ocupam menos espaço do que o sal de mesa que é uma variedade altamente processada. Outra coisa legal sobre este sal é que por causa de sua estrutura celular ele armazena energia vibracional. Os minerais deste sal existem na forma coloidal, o que significa que eles são pequenos o suficiente para as nossas células para os absorver facilmente.

Sal do Himalaia

Quais são exatamente os benefícios?

Alguns dos benefícios que você pode esperar por consumir este sal no lugar do sal de mesa regular incluem:

  Auxilia na saúde vascular;
    Ajuda pulmões saudáveis e função respiratória;
    Promove o equilíbrio do pH estável dentro das células;
    Reduz os sinais de envelhecimento;
    Promove padrões de sono saudável;
    Aumenta a libido;
    Previne cãibras musculares;
    Aumenta a hidratação;
    Fortalece os ossos;
    Reduz a pressão arterial;
    Melhora a circulação;
    Desintoxica o corpo de metais pesados.

Comparando o sal do Himalaia com outros sais

Sal marinho

Enquanto ainda é uma escolha melhor do que o sal de cozinha ou mesa, o sal marinho está se tornando cada vez mais processado e admitamos, nossos oceanos estão se tornando cada vez mais poluídos a cada ano, apenas pense sobre os enormes vazamentos de óleos que ocorreram. Devido às condições originais de que o sal rosa é mantido, diz-se ser o mais puro sal disponível hoje.

Sal de mesa

Regularmente, do sal de mesa comercial é completamente retirada a maioria dos seus minérios com a exceção de sódio e cloreto. Ele é, em seguida, branqueado, limpo com produtos químicos e, em seguida, aquecido à temperaturas extremamente altas. O iodo que é adicionado ao sal de mesa é quase sempre sintético que é difícil para os nossos corpos absorver corretamente. Depois ele é tratado com agentes anti-aglomerantes, impedindo que o sal se dissolva no depósito. Estes agentes, em seguida, evitam que o sal seja absorvido em nossos próprios corpos, o que leva a uma acumulação e depósito dentro dos órgãos. Isso pode causar problemas de saúde graves. Estudos têm mostrado que, para cada grama de sal de mesa consumida e que o corpo não pode processar, ele vai utilizar 20 VEZES a quantidade de água celular para neutralizar a quantidade de cloreto de sódio, que está presente no sal tratado quimicamente.
Esta é em parte parte, a causa do porquê da má reputação do sal. Não é necessariamente o sal que não é saudável para nós, mas o  processo de refinamento dele que não é saudável. Afora isso, muitos de nós consumimos muitas comidas processadas. Estes alimentos contêm quantidades astronômicas de sal, e não do tipo bom. Não se trata de limitar o nosso consumo de sal, e sim consumir mais alimentos naturais, caseiros e integrais. Desta forma, optamos por qualidade.

Propriedade Minerais

Mas afinal, o que faz do Sal do Rosa Himalaia um ingrediente tão especial? Geologicamente, a formação de gigantescas montanhas de sal data de 250 milhões, quando a lava incandescente começou encobrir parte do sal original dos primeiros oceanos. Sob pressão da energia solar intensa, o material foi se transformando em rocha sólida que, ao ser quebrado, se fragmenta na forma de cristais, a exemplo do diamante. É considerado o sal mais puro do mundo.
A composição clássica do Sal Rosa é de 98,35% de cloreto de sódio, incluindo até outros 84 elementos, entre eles fósforo, magnésio, potássio, cálcio, zinco, cobre e ferro. A coloração do sal, que pode ir do vermelho ao rosa claro, é derivada da concentração de ferro. Quanto mais claro, mais é o seu grau de pureza.
Essa combinação de fatores faz com que o Sal Rosa seja visto por um grande número de profissionais medidos e de nutrição como uma alternativa saudável na reposição de minerais indispensáveis ao corpo humano e menos agressivo em relação ao sal de cozinha convencional, que detém concentrações mais altas de sódio.
O principal diferencial do Sal Rosa é sua quantidade reduzida de sódio em estado puro. Enquanto cada 1 grama de sal de cozinha comum concentra 400 mg de sódio, no Sal rosa a relação é de 1gr X 230mg, quase a metade.
Seu apelo de pureza também atrai outros admiradores foram do mundo da cozinha. O Sal Rosa é bastante utilizado também na forma de relaxamento e energização. Poder aplicado moído ou na forma de pequenos cristais em banhos aromáticos, ou no preparo de sabões especiais.
Aplicações do Sal do Himalaia na Cozinha

O Sal Rosa do Himalaia possui sabor mais suave e menos invasivo que o sal tradicional, o que o torna ideal para o preparo de todo o tipo de prato, mas se destaca com alguns ingredientes em especial, como:
– Saladas
– Legumes
– Marinados
– Peixes e Frutos do Mar
Como naturalmente têm maior absorção de sal, pescados, verduras e legumes preservam seu seu gosto com um toque delicado do Sal Rosa, sem ficar “mascarados” pelo sabor intenso do sal comum.
Na hora de cozinhar, atenção: o Sal Rosa parece menos “salgado”, o que pode induzir ao uso excessivo. Usando a sua combinação preferida de temperos, o prato ficará delicioso e no ponto certo. Portanto, use com moderação.
O ganho de sabor é tão marcante que um das práticas comuns é o uso de placas de gema do Sal Rosa como “chapas”, que podem ir direto no fogão, na churrasqueira ou até mesmo para preparar um belo prato de sashimi ou carpaccio.

FitLife.tv

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: